Alunos do 3º ano do curso de Som e Imagem, no âmbito da UC de Inovação e Empreendedorismo apresentam Colectivo 4:3

12109139_886312284779621_8225035874057441755_nO Colectivo 4:3, ao longo do mês de Novembro, vai organizar sessões de cinema de autor onde alunos e cidadãos estão convidados a assistir a filmes em sistema de circuito pelo património edificado das Caldas da Rainha.

 

Sessão de lançamento do novo livro das EDIÇÕES ESAD.cr ” DO ENSAIO À INVESTIGAÇÃO”

001 002 003 15_09_esad (1) 15_09_esad (2) 15_09_esad (3) 15_09_esad (4) 15_09_esad (5) 15_09_esadDO ENSAIO À INVESTIGAÇÃO
TEXTOS BREVES SOBRE A INVESTIGAÇÃO REALIZADA NO ÂMBITO DO DOUTORAMENTO

(DEL DISEÑO, ARTE VISUAL Y ANIMACIÓN, A LA INVESTIGACIÓN)
UPV / ESAD.CR-IPL
Edição fac-similada

Convidamos toda a comunidade académica da escola para a sessão de lançamento do novo livro das EDIÇÕES ESAD.cr. O acontecimento será acompanhado de uma mesa redonda e um breve debate sobre o próprio tema do livro, Do Ensaio à Investigação, com a presença dos Professores Rodrigo Silva, Fernando Poeiras, e Philip Cabau.

Quarta-feira, dia 2 de Dezembro, pelas 17h00 no Anfiteatro de Desenho (sala EP1.09)

Em 2007, no contexto do protocolo realizado entre o Instituto Politécnico de Leiria e a Universidade Politécnica de Valência, em Espanha, e que envolveu, em três programas distintos de doutoramento, inúmeros elementos da escola (professores e alguns elementos não docentes) foi solicitado aos doutorandos um texto breve sobre a sua investigação em curso – ou uma componente mais relevante dessa investigação. O intuito era editar esses textos num livro com a chancela da UPV. A edição foi preparada, mas motivos alheios à vontade dos organizadores, foi descontinuada a sua publicação. Apesar do tempo já decorrido consideramos ainda relevante a publicação destes textos que, no contexto da ESAD.cr, correspondeu a um período fértil de produção de textos de carácter cientifico. Solicitámos assim à UPV a autorização para publicação dos mesmos e uma vez obtida são esses ensaios, com os respetivos textos de apresentação, que aqui mostramos. Importa todavia recordar que este livro é uma espécie de reedição… sem edição original.
Os autores dos textos são: Eduarda Abrantes, Luís Aguiar, Luísa Barreto, Philip Cabau, Francisco Fernandes, Vera Gonçalves, Celso Martins, João Mateus, Samuel Rama, Paulo Silva, Luísa Soares de Oliveira e João Vinagre.

Philip Cabau 
(Coordenador das Edições ESAD.cr)

Exposição de Livros de Artistas, Sessões de Animação e Curtas

Exposição de Livros de Artistas, Sessões de Animação e Curtas de alunos e antigos alunos da ESAD.CR decorreu entre dia 1 de outubro e 1 de novembro, no Centro de Arte das Caldas da Rainha

O Cinema de Animação entrou na ESAD.CR e consolidou-se rapidamente.
Foi a primeira escola superior a ter um curso com animação. Primeiro no curso de Artes Plásticas agora também no curso de Som e Imagem. Ao longo destes anos mantivemos uma abordagem experimentalista e dramatúrgica explorando as técnicas analógicas e digitais de forma irreverente e inovadora.
Criamos constantes diálogos entre artes e propomos convergências artísticas entre alunos de diferentes áreas. As sinergias com as tecnologias interactivas e generativas também não são esquecidas em diálogos que ultrapassam, muitas vezes, o espaço da tela de cinema para interagirem com: corpos, esculturas, tules, abóbadas, calotes…
As estratégias pedagógicas desta disciplina utilizam anualmente formas e exercícios que ultrapassam o convencional das escolas de animação, entrando num universo específico, característico da dinâmica de ensino da ESAD.CR.
Fruto dessa “diferença” temos sido convidados a colaborar com inúmeras instituições de prestigio internacional na realização de obras conjuntas, como a Orquestra da Fundação Gulbenkian, O Museu de Etnologia, a Comissão Europeia de Luta contra a Sida, O Planetário de Espinho, O Museu do Oriente, a Usina de las Artes em Buenos Aires, a Galeria DADA em Viena de Áustria, entre outras.
Dos muitos trabalhos realizados escolhemos filmes e exercícios que permitem um olhar abrangente de temáticas, estéticas, ritmos e estratégias pedagógicas que marcam a presença da arte de compor movimentos ilusórios (animação) na ESAD.CR, arte que trouxe à escola inúmeros prémios nacionais e internacionais
e um reconhecimento mundial das metodologias e estratégias pedagógicas utilizadas.
Fernando Galrito | Professor de Cinema de Animação da ESAD.CR.
Sr. Raposo | Andreia Pascoa, João Cabaço, Daniel Silva
Liberdade | Rui Rangel
Geometrias – Exercício | António Araújo
100 | Traub Viktoria – Hungria
Mapping All Pacino | Bruno Guerreiro, Romeu Cristovão, Victor Santana
Areia animada – Exercício | Colectivo
Corte na Costura | Ana Nobre
Pé Encarnado | Marisa Cardoso
Os três porquinhos – Exercício | Dion Ramos
Amor Perseverante | Nuno Vicente
Nheque | Sara Flôr
O Corvo e a Raposa – ExercÍcio | Raquel Capitão
Sr. Nuit | Maria João Clemente
Gala’messa | Carlos Filipe
Graínha | Duarte Dias e Catarina Almeida
Depressure | Davide Mourato
Smolik | Cristiano Mourato
O Corvo e a Raposa – Exercício | Joana Vidal
Mariazinha | André Paulo, André Pereira, Andreia Castro, Diogo Santos
Capuchinho Vermelho – Exercício | Claudia Batista
Perdi-te | Ana Santos
Tinta animada – Exercício | Colectivo
Vlatava | Magdalena Maglicic, Aude Fauconnier

Projectar #34

Realizou-se no dia 22 de Outubro, a trigésima quarta sessão da actividade PROJECTAR, com a projecção de dois documentários, o primeiro, da série Arquitectura e Design, sobre o arquitecto Vítor Figueiredo com entrevista conduzida pelo arquitecto Manuel Graça Dias, realizado em 1993 para a RTP, e o segundo sobre a Universidade para Mulheres EWHA em Seúl com projecto do arquitecto Dominique Perrault, da série Architectures datado de 2011, perante uma assistência de cerca de duas dezenas de interessados.

Procurou-se estabelecer um diálogo entre os dois filmes e o espaço onde foram exibidos, a Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha, projectada pelo arquitecto em foco no primeiro deles, e outro edifício universitário no segundo, com diferentes abordagens e meios à disposição, e que resultaram em edifícios distinguidos com prémios de arquitectura, o Secil Arquitectura 1998 para o edifício nas Caldas da Rainha, e o AFEX 2010 para o de Seúl.

Exposição “OBRA GRÁFICA”

Entre 15 julho e 15 de setembro decorreu no Espaço Concas do Centro de Artes a Exposição Coletiva dos alunos do 3º ano do curso de Artes Plásticas da ESAD.CR, no âmbito da Unidade Curricular de “Projeto em Gravura”.

11698980_835345473209636_3962880708733787700_o

 

 

“Sopa de Ilustração a la ESAD.CR”

Entre 6 a 30 de Junho, a ESAD.CR participou numa exposição nos Claustros do IPS, Palácio Fryxell inserida na “Festa da Ilustração 2015” em que o mote era “É preciso fazer um desenho?”. Nesta exposição participaram estudantes finalistas na área da ilustração, de várias escolas superiores de artes do país, entre elas a ESAD.CR com os alunos de Design Gráfico e Multimédia e o CET de Ilustração e uma exposição João Abel Manta foca o tema da liberdade.

11406996_820517344692449_3506281859262591083_n11391296_820517341359116_3277338013296449772_n

ESAD.CR integra exposição na Bienal de Cerveira

A Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha, do Instituto Politécnico de Leiria (ESAD.CR/IPLeiria), integrou uma das diversas exposições da XVIII Bienal de Cerveira, que inaugurou a 18 de julho, sob o mote “Olhar o passado para construir o futuro”. A exposição integrou trabalhos de 14 estudantes finalistas da licenciatura e do mestrado em Artes Plásticas da ESAD.CR.

A seleção de trabalhos que esteve presente na Bienal de Cerveira consistiu num conjunto muito diverso de obras realizadas em vários meios – vídeo, desenho, pintura, instalação – e pretendeu demonstrar a variedade de abordagens praticadas nos cursos de Artes Plásticas, na ESAD.CR, que correspondem a trajetos autorais singulares, e fora de qualquer constrangimento ou convenção específica a cada meio. Cada uma destas obras e universos tenta cumprir com o desafio cada vez mais exigente de colocar imagens que criem sentidos e experiências visuais interpeladoras, num mundo excessivamente carregado de imagens e saturado de informação.

Samuel Rama, docente e subdiretor da ESAD.CR, integra a Assembleia do Concelho Científico da Fundação Bienal de Cerveira, em representação da direção da Escola,  tendo feito ainda parte da mesa redonda sobre “o ensino tradicional versus o ensino contemporâneo das artes”, que teve lugar no dia 19 de julho.

A exposição da ESAD.CR na Bienal de Cerveira integra 14 estudantes finalistas da Licenciatura e do Mestrado em Artes Plásticas: Carolina Parrinha, Filipa Rei, Horácio Borralho, Inês Leal, Lucas Moreira, Miguel Ângelo Marques, Miguel Dixo, Mónica Coelho, Rui Carreira, Sérgio Martins, Susana Quevedo, Telmo Silva, Tomás João e Victor Freitas.

Esta foi a terceira vez que o curso em Artes Plásticas foi convidado a representar-se na Bienal de Cerveira, sendo esta a primeira vez que o fez com uma tão extensa exposição.

A 18.ª edição da Bienal de Cerveira decorreu entre 18 de julho e 19 de setembro, e pretendeu ser um local de encontro, debate e investigação da Arte Contemporânea.

Quatro Entremezes De Cervantes – Exercício de 2º ano de Teatro

Nos dias 18,19 e 20 de junho decorreu na sala 16 um exercício do 2º ano do curso de teatro em que os cenários e cartaz foram feitos pelos alunos do 3º ano do curso de Design de Ambientes . O exercício foi composto por 4 peças.

O RÚFIA VIÚVO CHAMADO TRAMPAGOS

Trampago,* um proxeneta, lamenta a morte da sua prostituta favorita. Dois outros proxenetas aparecem para lhe tentar vender uma nova rapariga. A ação termina subitamente com o aparecimento de rei dos criminosos, Escarramão.*** Trampagos quer dizer aldrabão.** Escarramão era um figura conhecida na cultura popular da época, sobre o qual se escreveram versos e canções.

ELENCO – Personagem: Ator

Trampagos: Miguel Ferreira

Chiquiznaque: Diogo Agostinho

Vademecum: Ivo Marçal

Juan Claros: Gabriel Lapas

Repulida: Belisa Sequeira

Mostrenca: Ana Monteiro

Pizpita: Salomé Marques

Escarramão: Rodrigo Vicente

A COVA DE SALAMANCA

Aproveitando a ausência do marido, Leonarda e sua criada, Cristina, recebem os seus amantes em casa. O regresso inesperado do marido obriga mulheres e amantes a um disfarce singular.

ELENCO – Personagem: Ator

Pancrácio: João Esteves

Leonarda: Vanessa Caçador

Cristina: Carolina Faria

Estudante: Diogo Agostinho

Sacristão: Nuno Violante

Barbeiro: Pedro Ferreiro

Leónisa: Cíntia Surgy

O RETÁBULO DAS MARAVILHAS

Um grupo de atores visita uma vilória. De modo a conseguirem extorquir a ‘gente bem’ da vila, propõem-se apresentar uma peça de teatro, O Retábulo das Maravilhas, no qual são representados extraordinários episódios bíblicos e mitológicos. Como na verdade não existe nenhum retábulo, dizem que este é invisível a quem seja bastardo ou tenha sangue de judeu. Durante a representação os habitantes da vila fingem estar a ver os episódios bíblicos e mitológicos.

ELENCO – Personagem: Ator

Chirinos: Ana Ferreira

Chanfalla: Alice Ferreira

Rabelin: Mariana Constantino

Governador: Gabriel Lapas

Benito Repollo: Ivo Marçal

Pedro Capacho: Francisco Rodrigues

Teresa Repolla: Daniela Magalhães

Catarina Castrada: Catarina Barros

Juana Castrada: Cíntia Surgy

Sobrinho: Miguel Ferreira

Furriel: Rodrigo Vicente

O JUÍZO DOS DIVÓRCIOS

Quatro casais apresentam as razões para se quererem divorciar dos seus cônjuges: mau hálito, falto de dinheiro, alcoolismo, infidelidades, etc — o espaço é um tribunal.

ELENCO – Personagem: Ator

Juíz: Caroline Zeiler

Procurador: Mariana Justino

Escrivão: Mélanie Marques

Velhote: João Esteves

Mariana: Lisandra Caires

Cirurgião: Pedro Ferreira

Alonza: Cleidiane Mendes

Soldado: Nuno Violante

Guiomar: Filipa Sequeira

Vagabundo: Francisco Rodrigues

Acordeão: José Bonifácio

Encenação: Guilherme Mendonça

Desenho de Luz e Apoio Técnico: Daniel Coimbra

Tradução: Professor Guilherme Mendonça e os alunos do segundo ano

Cenografia: 3º ano de Design de Ambientes

Cartaz: 3º ano de Design de Ambientes

 

Caldas Late Night 19′

O Caldas Late Night é um Museu vivo de arte contemporânea à distância de um passo. Desde 1997 que o Caldas Late Night traz à cidade mais de 5mil pessoas. Este ano o 19º Caldas decorreu nos dias 29 e 30 de maio e voltou a trouxe performances, exposições concertos e instalações. Os estudantes criaram o CLN como uma data para abrir as portas das suas casas e dar a conhecer o seu trabalho. O mote deste ano foi “O Caldas está a morrer” mas, ao contrario do que se pensa o Caldas esteve bem vivo durante estes dois dias. Apesar de terem havido no Parqe concertos e dj set e feira de autos, o grande arranque foi com a performance na noite de quinta-feira na Praça 5 de outubro, com atuação do músico Manuel João Vieira, fundador e vocalista das bandas “Ena Pá 2000” e Irmãos Catita e cortejo fúnebre do CLN, acompanhado pela Banda Comércio e Indústria. O Caldas teve exposições, instalações, performances, entre outros nos mais diversos sítios da cidade desde a casa de alunos aos silos, passando pela Praça da Fruta e a Praça de Touros e ainda pelo Centro da Juventude.

11295553_817960088281508_8646773376985780041_n11295600_817961038281413_4521047687921304795_n11330031_817960778281439_256254462846769928_n11350578_817961104948073_6916345353769621644_n11351196_817959814948202_5607134671229682089_n

Comunicar Design 12′

Entre 19 e 21 de maio decorreu a 12ª edição do “Comunicar Design”. Este evento tem como objetivo estimular a criatividade e a partilha de experiencias entre alunos, profissionais da área e docentes. Esta edição do Comunicar foi organizada pelos alunos do Curso de Design Gráfico e Multimédia e contou com conferências, master classes, workshops, exposições e um mercado de objetos de autor.

Conferência PAR 2015

As conferências PAR deste ano tiveram como tema “Projeto e processo”. O PAR é um evento de divulgação e discussão científica, que nesta edição acolheu também uma investigação de alunos de mestrado da ESAD.CR. Estas conferências decorram no mês de junho no EP.1.

 

11150669_807206859356831_166863114919117506_n

Seminário Permanente de “Investigação Sobre a Criação e Pensamento Contemporâneo”

Uma programação cultural semanal, ao longo de cada semestre, multidisciplinar e transversal a várias áreas do saber e da criação, com conferências, debates, encontros e conversas, projeções de filmes e documentários. Um diálogo da escola com o mundo da criação e do pensamento contemporâneo, trazendo à ESAD.CR diferentes universos de investigação e percursos autorais singulares, através da presença de alguns dos seus mais interessantes protagonistas e eloquentes mediadores. Um programa integrado e conjunto, proposto por cada uma das coordenações de cursos da ESAD.CR, aberto a toda a comunidade, com 3 eventos por semana: terças, quartas e quintas, sempre as 18h, no Auditório 1 – EP1. Três atividades para cada curso, uma para cada um dos meses do semestre. Um lugar de debate e de encontro cosmopolita, em sintonia com a contemporaneidade, que procura a criação de um ambiente de estímulo intelectual e criativo para os estudantes e uma apresentação regular de atividades de investigação da comunidade criativa da ESAD.CR e dos seus convidados. Um programa comprometido com a compreensão da complexidade do presente e das contradições do mundo globalizado, com as transformações do futuro próximo e com a transição do futuro próximo e com a transição para formas de vida mais sustentáveis e inteligentes, que vão para além da sociedade do hiperconsumo e entretenimento.

Semana Internacional

A “Semana Internacional” decorreu entre 4 e 7 de maio. Esta semana contou com sessões de esclarecimento, uma visita de professores e funcionários de universidades estrangeiras, uma exposição de trabalhos dos alunos incoming na biblioteca e o jantar internacional. O jantar internacional teve pratos típicos de outros países e teve animação musical proporcionada por um aluno e o seu acordeão.

 

10786_800786669998850_7699671936551361206_n

Workshop de Cerâmica e Serigrafia

Entre o mês de fevereiro e o mês de março, decorreram nas oficinas de serigrafia e gravura e a oficina cerâmica dois workshops com os alunos de Erasmus. O workshop de cerâmica tem o nome de “Shapping Words”, onde as palavras e as formas foram fontes de inspiração para os alunos. Foi atribuída a cada aluno uma forma e uma palavra. O workshop de serigrafia e gravura com o nome “Artist Book – Print Workshop” conta a viagem de cada um dos alunos através de livros acordeão com materiais reciclados. Após o final destes workshops foi organizada uma exposição inserida na semana internacional.11053469_803562493054601_4543015556983844849_n11130150_803562469721270_308086160296302901_n

5º Edição do “Festival Ofélia”

De 24 a 27 de março, decorreu a 5º edição do “Festival Ofélia”. Nesta edição contámos com a participação do grupo “Dentada Macaca” e das escolas superiores que têm o curso de Teatro em Portugal nomeadamente: Universidade do Minho; Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo; Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro; Universidade de Évora; Escola Superior de Teatro e contamos ainda com escolas com cursos de teatro internacionais com: a ESAD de Córdoba, RESAD de Madrid e Latvian Academy of Culture de Riga. O Ofélia teve performances de todas estas escolas superiores e também com concertos, convívios, uma conferência, uma conversa, encontros, um picnic e workshops.

 

 

Exposição de Finalistas de Artes Plásticas

Entre 26 de Setembro e 11 de Outubro o 3º ano da Licenciatura de Artes Plásticas apresentou em colaboração com o Centro Cultural e Congressos das Caldas da Rainha a “Exposição de Finalistas de Artes Plásticas 2014/2015”. Esta exposição destacou-se pela sua heterogeneidade, cerca de 70 trabalhos foram expostos e escolhidos com o objetivo de valorizar a vocação de cada aluno.

///

Between September 26th and 11th October the 3rd year of Fine Arts Degree presented with the collaboration of the Centro Cultural e Congressos das Caldas da Rainha the “Exposição de Finalistas de Artes Plásticas 2014/2015”. This exhibition highlighted by is heterogeneity, about 70 works they were exposed and choosed with the goal of valorize the vocation of every student.

14_09_Exposição_finalistas_AP (137)14_09_Exposição_finalistas_AP (119)14_09_Exposição_finalistas_AP (46)

EVA 2015– Festival de Vídeo e Artes Digitais da ESAD.CR

O festival que já vai na quinta edição decorreu nos dias 3 e 4 de junho. Com este projeto pretende-se dar a oportunidade aos alunos dos vários cursos da ESAD.CR de apresentarem e produzirem trabalhos na área do vídeo. Esta área tem várias vertentes sendo no Eva destacado o Video Mapping, isto é, uma técnica de projeção usada para transformar qualquer superfície, mesmo a mais irregular, numa tela de vídeo dinâmica, tais como fachadas de edifícios sem qualquer distorção criando várias perspetivas apenas com o movimento das

///

The festival that already going in fifth edition was held on 3 and 4 June. With this project intends to give the opportunity to students of various courses of ESAD.CR to submit and produce work in the area of the video.This area has several strands being in Eva seconded the Video Mapping, that is, a technique of Projection used to transform any surface, even the more irregular, a dynamic video screen, such as frontage of buildings without any distortion creating multiple prospects only with the movement of the images.

Lançamento do novo livro das EDIÇÕES ESAD.CR

DO ENSAIO À INVESTIGAÇÃO

TEXTOS BREVES SOBRE A INVESTIGAÇÃO REALIZADA NO ÂMBITO DO DOUTORAMENTO

(DEL DISEÑO, ARTE VISUAL Y ANIMACIÓN, A LA INVESTIGACIÓN)

UPV / ESAD.CR-IPL

Edição fac-similada

Convidamos toda a comunidade académica da escola para a sessão de 001 O acontecimento será acompanhado de uma mesa redonda e um breve debate sobre o próprio tema do livro, Do Ensaio à Investigação, com a presença dos Professores Rodrigo Silva, Fernando Poeiras, e Philip Cabau.

Quarta-feira, dia 2 de Dezembro, pelas 17h00 no Anfiteatro de Desenho (sala EP1.09)

Em 2007, no contexto do protocolo realizado entre o Instituto Politécnico de Leiria e a Universidade Politécnica de Valência, em Espanha, e que envolveu, em três programas distintos de doutoramento, inúmeros elementos da escola (professores e alguns elementos não docentes) foi solicitado aos doutorandos um texto breve sobre a sua investigação em curso – ou uma componente mais relevante dessa investigação. O intuito era editar esses textos num livro com a chancela da UPV. A edição foi preparada, mas motivos alheios à vontade dos organizadores, foi descontinuada a sua publicação. Apesar do tempo já decorrido consideramos ainda relevante a publicação destes textos que, no contexto da ESAD.cr, correspondeu a um período fértil de produção de textos de carácter cientifico. Solicitámos assim à UPV a autorização para publicação dos mesmos e uma vez obtida são esses ensaios, com os respetivos textos de apresentação, que aqui mostramos. Importa todavia recordar que este livro é uma espécie de reedição… sem edição original.

Os autores dos textos são: Eduarda Abrantes, Luís Aguiar, Luísa Barreto, Philip Cabau, Francisco Fernandes, Vera Gonçalves, Celso Martins, João Mateus, Samuel Rama, Paulo Silva, Luísa Soares de Oliveira e João Vinagre.

Philip Cabau

(Coordenador das Edições ESAD.cr)