Aluno de Mestrado Design de Produto Miguel Ferreira vence o Concurso Pedrosa & Irmãos

No dia 18-10-2016 foi entregue  o prémio do “CONCURSO PARA CONCEÇÃO DE PEÇA DE MOBILIÁRIO URBANO DE EXTERIOR

 PROMOVIDO PELA EMPRESA PEDROSA & IRMÃOS, LDA.

 O júri constituído por:

 Nelson Pedrosa (diretor produção da Pedrosa & Irmãos, Lda.);

 Rui Leal (investigador do LIDA/ESAD.CR);

 Francisco Fernandes (investigador do LIDA/ESAD.CR);

 João Santos (investigador LIDA/ESAD.CR);

Isabel Barreto Fernandes (investigadora no LIDA/ESAD.CR).

Foi atribuído o prémio de 1000€ ao aluno Miguel Ferreira e  uma menção honrosa à aluna Liliana Gouveia.



 

Samuel Reis bolseiro do LIDA e Mestre em Design do Produto pela ESAD.CR apresenta trabalho no programa Criar.pt

Samuel Reis bolseiro do LIDA – Laboratório de Investigação em Design e Artes e Mestre em Design do Produto pela ESAD.CR apresenta trabalho no programa Criar.pt

 

Criar.pt – Cerne, por Samuel Reis | 14 Jun, 2017 | Episódio 1

+ info: https://www.rtp.pt/play/p3617/e294192/criar-pt

Antigo aluno do Mestrado e Licenciatura de Artes Plásticas da ESAD.CR – Francisco Venâncio realiza exposição na galeria SALA 117, no Porto

A inauguração está marcada para dia 11 de Fevereiro (sábado) às 17h00. A exposição estará patente até dia 11 de março de 2017

xxxxxxxxxxxxx

ACCCRO desafiou a ESAD.CR para realizar a decoração de uma árvore de natal.

ACCCRO – Associação Empresarial de Caldas da Rainha e Oeste desafiou a ESAD.CR para realizar a decoração de uma árvore de natal para ser colocada na cidade das Caldas da Rainha. O desafio foi lançado a uma aluna do Curso de Mestrado de Produto – Francisca Venâncio que abraçou o projeto, A mesma encontra-se junto da estação de comboios das Caldas da Rainha.

A direção da ESAD.CR agradece o empenho, dedicação e criativa da Francisca.  

001 002 003

Aluno de Mestrado Design de Produto Miguel Ferreira vence o Concurso Pedrosa & Irmãos

No dia 18-10-2016 foi entregue  o prémio do “CONCURSO PARA CONCEÇÃO DE PEÇA DE MOBILIÁRIO URBANO DE EXTERIOR

PROMOVIDO PELA EMPRESA PEDROSA & IRMÃOS, LDA.

O júri constituído por:

  Nelson Pedrosa (diretor produção da Pedrosa & Irmãos, Lda.);

Rui Leal (investigador do LIDA/ESAD.CR);

Francisco Fernandes (investigador do LIDA/ESAD.CR);

João Santos (investigador LIDA/ESAD.CR);

Isabel Barreto Fernandes (investigadora no LIDA/ESAD.CR).

 

Foi atribuído o prémio de 1000€ ao aluno Miguel Ferreira e  uma menção honrosa à aluna Liliana Gouveia.

a b c d

 

 

Marco Balsinha antigo aluno da ESAD.CR apresenta projeto no Greenfest, desenvolvido no âmbito do Mestrado em Design de Produto.

Marco Balsinha no Greenfest com o projeto Uroboro, desenvolvido no âmbito do Mestrado em Design de Produto.

+ info: http://www.greenfest.pt/

xxxxxxxxxxxxxx

ESAD.CR 2016, Lançamento do livro “Design & Desenvolvimento: 40 anos depois”, Palestra: Prof. Gabriel Patrocínio

14435326_1082798415131006_6599296039394016602_o14425381_1082798455131002_613127739350651111_o  14500734_1082798318464349_7908047655090906010_o

Casa Mãe -Projecto de aluno de Mestrado de Design de Produto

Artigo no Jornal Público sobre projeto da ESAD.CR dos alunos do Mestrado de Design de Produto.

https://www.publico.pt/…/uma-casa-mae-no-centro-de-lagos-17…1 2a 2b 3a 3b 4 5 6a 6b 7 8a 8b 9a 9b 10a 10b 11 12 13a 13b

Prémio LCiP 2016 – Vencedor o aluno do Mestrado de Design de Produto da ESAD.CR – Marco Balsinha

aaaaaaaaaa aaaaaaaaaaaaaaaaO projeto Uroboro, desenvolvido por Marco Balsinha no âmbito do Mestrado em Design de Produto da ESAD.CR, em colaboração com a empresa Val do Sol, foi o vencedor dos Prémios LCiP 2016, na categoria de Desempenho ambiental, social e económico de produto(s) e/ou serviço(s).

O Uroboro é um equipamento de vermicompostagem em barro vermelho que permite o processamento de resíduos biodegradáveis vegetais dentro de casa sem perturbar o normal quotidiano das famílias e sem pôr em causa a sua segurança e conforto.

O LCiP – “Lyfe Cycle in Practice” é um projeto de 3 anos cofinanciado pelo LIFE+. Utilizando abordagens e ferramentas de ciclo de vida (incluindo avaliação do ciclo de vida, ecodesign e rotulagem e declarações ambientais de produto), o LCiP destina-se a apoiar PME em setores predefinidos, com o objetivo de melhorar a eficiência dos recursos e de reduzir as emissões e resíduos que ocorrem ao longo do ciclo de vida dos seus produtos e serviços, desde a extração e processamento de matérias-primas até à gestão de fim de vida, passando pelas fases de produção, distribuição, utilização e de todos os passos de transporte ocorrendo ao longo desse ciclo.
Os parceiros do projeto internacional LCiP – Life Cycle in Practice (www.lifelcip.eu) promoveram este ano a segunda edição dos Prémios LCiP – Abordagens de Ciclo de Vida, com o objetivo de sensibilizar e estimular o pensamento de ciclo de vida nas empresas e a melhoria do desempenho ambiental dos seus produtos e serviços. Este concurso pretende ser um veículo de divulgação nacional e internacional das empresas que se destacam no domínio da inovação sustentável.
Por ciclo de vida entende-se o conjunto de etapas consecutivas e interligadas de um produto, desde a obtenção de matérias-primas ou sua produção a partir de recursos naturais até ao destino final, passando pela fabricação, transporte e utilização.
A sessão de entrega de prémios teve lugar por ocasião do evento de lançamento do Centro de Recursos de Abordagens de Ciclo de Vida e Economia Circular, a 23 de junho de 2016.
As candidaturas foram avaliadas por um júri de peritos das áreas da gestão ambiental, da sustentabilidade e do design:
Doutor Hélder Gonçalves, Presidente do LNEG, na qualidade de Presidente do Júri
Dra. Isabel Lico, Agência Portuguesa do Ambiente
Prof. Luís Pessanha, Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha, Instituto Politécnico de Leiria
Prof. Manuel Pinheiro, Instituto Superior Técnico
Eng.ª Marisa Almeida, Centro Tecnológico da Cerâmica e Vidro
Dr. Paulo Martins, Direção Geral de Energia e Geologia
Prof.ª Teresa Franqueira, Universidade de Aveiro

Concurso ESAD.CR/Casa Mãe

Concurso ESAD.CR/Casa Mãe

A CASA MÃE

Orientado para o desenvolvimento local, socialmente responsável e dirigido para a comunidade, o projeto Casa Mãe tem como objetivo oferecer uma experiência autêntica e simples onde se possa experimentar a “tranquilidade portuguesa”. Procura oferecer um local acolhedor e inspirador onde se possa ter acesso a produtos locais, quer seja através do mercado de produtos orgânicos a artesanais, quer da experiência de ficar hospedado num dos vários espaços de que dispõe.

O CONCURSO

No âmbito de um concurso promovido pela Casa Mãe, foi pedido aos alunos que desenvolvessem propostas para dois objetos que serão utilizados no espaço do hotel Casa Mãe:

 

  1. Sistema para venda ao ar livre para o Organic Farmers Market.
  2. Assento para interior e exterior.

 

Procurou-se que o alunos interpretassem a identidade e objetivos do hotel Casa Mãe, contribuindo com os seus projetos para uma experiência de tranquilidade, autenticidade e simplicidade que equilibrasse as vivências rurais algarvias com as expectativas de conforto de um hotel contemporâneo.

 

O projeto foi acompanhado pelos professores Sérgio Gonçalves e Renato Bispo, que trabalharam com uma turma de 27 alunos do primeiro ano do Mestrado em Design de Produto, organizados em grupos de 2 a 3 elementos. Foram desenvolvidas 6 propostas de sistema de venda ao ar livre e 7 propostas de assentos para interior e exterior.

 

O desenvolvimento do projeto foi organizado em três fases:

 

1ª fase (29 de Outubro a 13 de Novembro de 2015) – Cada grupo de alunos apresentou pelo menos um conceito de projeto para cada uma das tipologias propostas, procurando interpretar o significado da noção de “tranquilidade portuguesa”, relacionando-a com o património natural e cultural do Algarve. Esta fase terminou com apresentação das propostas a um juri constituído por dois elementos do Hotel casa Mãe e os dois professores da ESAD.CR responsáveis pelo acompanhamento do projeto.

 

2ª fase (19 de Novembro de 2015 a 27 de janeiro de 2016)  Cada grupo de alunos, desenvolveu um protótipo da proposta selecionada pelo júri no final da 1ª fase, otimizando-o de forma a ser resistente, confortável e  fácil de produzir em madeira. Foi realizada uma exposição de resultados na ESAD.CR.

 

3ª fase ( Junho a Julho de 2016) Será realizada uma exposição dos projetos desenvolvidos, no espaço do hotel Casa Mãe, em que ocorrerá uma cerimónia de atribuição de prémios aos dois projetos escolhidos.

 

 

 

 

 

RESULTADOS

ASSENTOS

  1. André Paiva, Filipa Bernardes e Liliana Gouveia

Conjunto composto por um banco baixo, um banco alto e uma cadeira de braços. Foi desenvolvido a partir dos conceito da tranquilidade portuguesa e da experiência de uma vida rural, procurando enfatizar a ideia de artesanato e manualidade ao recorrer a um desenho caracterizado por um certo desequilíbrio e assimetria da forma e à aplicação manual de pintura como acabamento.

 

  1. Hugo Martins, Miguel Ferreira  e Eduardo Vanzeler

Reixa é um banco coletivo que procura associar uma linguagem contemporânea a formas tradicionais, evocando o desenho das reixas algarvias. Uma malha em corda assenta numa estrutura leve de madeira, promove a interação coletiva com base no comportamento elástico que o assento apresenta.

 

  1. Ana Soares e Beatriz Machado

Conjunto de duas cadeiras de baloiço com estrutura dobrável, que facilita a arrumação e transporte. Os dois modelos propostos procuram responder a diferentes posturas dos visitantes do hotel. Os dois modelos propostos, permitem uma postura mais relaxada ou a relação com uma mesa,  procurando responder às necessidades de diferentes espaços do hotel.

 

  1. Joana Costa e Liliana Santos

Banco inspirado na típica cadeira algarvia de Monchique. De pequenas dimensões, permite inúmeras formas de sentar. A “mesa” de apoio torna-se ideal como suporte para copos, computadores portáteis ou um caderno de apontamentos.

 

  1. Milena Galazka, Érico Castro e Marco Ferreira

A  cadeira vai buscar inspiração a aspetos arquitetónicos tipicamente algarvios, como a chaminé. A opção por uma construção simples e alguns detalhes de forma remete para os bancos tradicionais antigos usados em Portugal. A cor branca, aplicada manualmente à trincha, contribui também para uma boa integração do objeto num ambiente rural algarvio.

 

 

  1. Tomás Gonçalves e Nuno Flórido

Uma cadeira de geometria simples, onde o estofo estabelece uma referência visual e sensorial com os  sacos de serapilheira habitualmente usados para transportar e armazenar sementes. Ao ser cheio com e diferentes tipos de semente, a utilização do estofo na cadeira vai invocar memórias do passado, quando era habitual usar estes sacos para sentar.

 

  1. Frederico Ferreira e Raquel Crespo

Bancos de três pernas inspirados nas tradicionais “cadelas” alentejanas construídas a partir de bifurcações de troncos de azinheira. Este projeto procura proporcionar uma experiência de sentar mais baixa, próxima das cadelas originais, facilitando contudo o seu processo produtivo, transporte e comercialização. Os assentos são construídos a partir de secções comuns de troncos de azinho, que ao serem combinadas de diferentes formas originam que cada assento seja único. Os pés amovíveis permitem que o banco seja compactado numa embalagem plana.

 

SISTEMAS DE VENDA

  1. Inês Miravent e Patrícia Barbosa

Lembra as caixas de madeira que se costumavam encontrar nas mercearias e mercados portugueses e a forma como estas eram usadas para mostrar e transportar fruta e vegetais.

Para além de banca, funciona como baú que permite transportar e armazenar facilmente produtos no seu interior. As superfícies laterais podem ser abertas e ajustadas em diferentes ângulos para acomodar as necessidades dos vendedores e possibilitar um espaço amplo de exposição. Os vendedores podem assim destacar-se uns dos outros através da composição escolhida para a abertura das superfícies e/ou pela adição de outros módulos ao conjunto.

O auxílio das rodas permite-lhe realizar pequenos percursos sem dificuldade.

 

  1. Maria Coutinho, Déborah Fontela e João Correia

Banca de venda móvel projetada a pensar na organização, armazenamento e exposição de produtos através de um sistema de gavetas, que possibilitam ao vendedor facilmente dispor os produtos de forma diferenciada. O contacto entre o vendedor e o cliente é incentivado pela incorporação de um espaço para a preparação e degustação dos alimentos vendidos na banca.

 

  1. Joana Costa e Liliana Santos

A banca, constituída por módulos independentes, facilita o transporte e a montagem. A duplicação da área de venda é conseguida pela simples adição de um suporte vertical e de uma plataforma horizontal, facilitando a ampliação do espaço de venda. É ainda possível expor produtos em caixas, que são suportadas por duas traves estruturais colocadas sob as bancadas, aumentando o aproveitamento do espaço disponível.

 

 

 

  1. André Calvão, Cátia Correia e Rafael Sabino

Procurou-se no desenvolvimento desta banca de venda oferecer aos utilizadores uma grande versatilidade expositiva. A superfície de venda é regulável em altura e inclinação, proporcionando uma fácil adaptação às necessidades específicas de cada vendedor.

Para além disso, dispõe de um toldo grande e regulável que proporciona uma área de sombra constante, uma vez que à medida que o sol se movimenta também o toldo pode ser ajustado, salvaguardando os alimentos ou outros objetos em exposição.

Embora apresentando uma dimensão  considerável quando montada, o conjunto das peças desmontadas resume-se a um volume compacto e facilmente transportável.

 

  1. João Sousa

O tabuleiro recria formalmente as antigas padiolas de transporte, adaptando o seu dimensionamento para o transporte e exposição de produtos para  venda no mercado. A montagem é muito facilitada, na medida em que estes tabuleiros simplesmente se pousam sobre dois cavaletes, agilizando o processo de ocupação e libertação do espaço de venda.

 

  1. Milena Galazka, Érico Castro e Marco Ferreira

Banca de venda móvel com zona de arrumação interior que se converte em espaço de exposição de produtos. Na sua construção vai buscar inspiração a elementos arquitetónicos algarvios, como a chaminé ou a cor branca, aplicada manualmente à trincha.

 

 

MAIS INFORMAÇÕES:

www.casa-mae.com

https://www.publico.pt/sociedade/noticia/uma-casa-mae-no-centro-de-lagos-1725847

Oficina de Serigrafia – ESAD.CR

Video institucional realizado no âmbito da disciplina de Captação de Som para Imagem de 1º ano.

Som e Imagem 14/15

ESAD.CR

Seminário Permanente na ESAD.CR

HOJE: Seminário Permanente na ESAD.CR.

Apresentação de trabalho/Conversa com designers . URBANGROW – SISTEMAS VIVOS- João Henrique.

Auditório Ep1 – 17h00

13015157_972052269538955_5301603867248843941_n

Aluno da ESAD.CR Frederico Ferreira realiza exposição de trabalhos no Festival Internacional de Folclore Culturas e Artes em Almeirim

A exposição inaugura no dia 16 de Abril pelas 18h00, na Biblioteca Municipal de Almeirim.

Está inserida no Festival Internacional de Folclore Culturas e Artes, o qual conta com a presença de países tais como a Ucrânia, Lituânia, Polónia, Colômbia, Turquia, Paraguai, Moldávia e Egipto.

12976753_971433892934126_750499338081351091_o

 

Alunos da ESAD.CR participaram no Encontro Nacional de Estudantes de Design em Coimbra/ ENED 16

O ENED  é um encontro que recebe, desde a primeira edição centenas de estudantes, entusiastas e profissionais de referência das diferentes disciplinas da área do Design.

 

Surgiu em 2012, em Coimbra, tomando lugar nos anos seguintes nas cidades do Porto, Castelo Branco e Aveiro.

Com mais de 1000 participantes desde a sua primeira edição, o ENED é já um evento a não perder para muitos dos estudantes das mais de 40 instituições de ensino e mais de 50 cursos de Design em Portugal.

Mais um ano em que a ESAD.CR marca presença numa edição em Coimbra.

Antiga aluna vence na categoria de Produto do Concurso Nacional Jovens Criadores 2014

Na sequência do Concurso dos Jovens Criadores 2014 a aluna do Mestrado de Produto da ESAD.CR Soraia Gomes Teixeira, vencedora da categoria de produto com o produto “Xia”, foi uma das representantes portuguesas na VII Bienal das CPLP, que decorreu em Moçambique e Matola em Julho de 2015.

+Info
https://www.facebook.com/pages/VII-Bienal-De-Jovens-Criadores-Da-CPLP-Mo%C3%A7ambique-2015/750320705065522?fref=ts

Comunicar Design 12′

Entre 19 e 21 de maio decorreu a 12ª edição do “Comunicar Design”. Este evento tem como objetivo estimular a criatividade e a partilha de experiencias entre alunos, profissionais da área e docentes. Esta edição do Comunicar foi organizada pelos alunos do Curso de Design Gráfico e Multimédia e contou com conferências, master classes, workshops, exposições e um mercado de objetos de autor.

Exposição “Sentar baixinho” – apresentação de trabalhos desenvolvidos no Mestrado em Design de Produto.

Os alunos do Mestrado em Design de Produto da ESAD.CR foram desafiados, no âmbito da unidade curricular de Atelier de Design I, a pensar objetos para cenários contemporâneos onde fosse pertinente uma posição sentada mais próxima do chão, condicionados por um contexto tecnológico e produtivo rudimentar, marcado pela escassez e pela frugalidade. Era ainda condição que, quer pela sua linguagem, quer pelo seu custo final, os objetos pudessem ser comercializados em feiras e mercados. Os resultados do trabalho deram origem à exposição “sentar baixinho”, que se realizou no espaço dos silos da Ceres, em Caldas da Rainha, entre os dias 20 e 23 de Março.

 

O trabalho foi proposto e orientado pelo Prof. Sérgio Gonçalves. Participaram os alunos Ana Rosa, Ana Vala, Davide Mateus, Diogo Carvalho, Francisca Venâncio, Francisco Gomes, Helena Fernandes, João Aboim, João Pereira, João Margarido, João Timóteo, Laila Ferreira, Lino Rodrigues, Lorenzo Scodeller, Mafalda Jacinto, Marisa Xavier, Marisa Rosário, Mirko Pierini, Nádia Santos, Paolo Martini, Paulo Santos, Rui Caetano, Rui Basílio, Sandro Barbosa.

 sentar baixinho_v3 (12) SONY DSC

Estudante da ESAD.CR distinguida na Taiwan International Student Design Competition.

Eneida Tavares - Cópia

Eneida Tavares, estudante do 2º ano do Mestrado de Design de Produto foi distinguida na Taiwan International Student Design Competition 2013 (TISDC). O trabalho da estudante, desenvolvido sob a orientação do professor da ESAD.CR, Sérgio Gonçalves, foi escolhido entre 802 trabalhos para a seleção final, na categoria de Product Design, pela Taiwan International Student Design Competition 2013.

_MG_4095Other phones” foi o projeto apresentado na edição de 2013 do TISDC, na categoria “Sights and Sounds”. O objecto incentivava os participantes a sentir e explorar o mundo de forma sensorial, originando uma relação mais intensa com as características subtis do ambiente físico e emocional que nos envolve.

 

 Estudante da ESAD.CR distinguida na Taiwan International Student Design Competition.

Eneida Tavares - Cópia

Estudante da ESAD.CR distinguida na Taiwan International Student Design Competition. Eneida Tavares, estudante do 2º ano do Mestrado de Design de Produto foi distinguida na Taiwan International Student Design Competition 2013 (TISDC). O trabalho da estudante, desenvolvido sob a orientação do professor da ESAD.CR, Sérgio Gonçalves, foi escolhido entre 802 trabalhos para a seleção final, na categoria de Product Design, pela Taiwan International Student Design Competition 2013. “Other phones” foi o projeto apresentado na edição de 2013 do TISDC, na categoria “Sights and Sounds”. O objecto incentivava os participantes a sentir e explorar o mundo de forma sensorial, originando uma relação mais intensa com as características subtis do ambiente físico e emocional que nos envolve.

_MG_4095Untitled-1

 

Trabalhos de alunos do Mestrado em Design de produto da ESAD.CR, destacados por alguns mais importantes sites internacionais de design.

O trabalho dos alunos João Timóteo e Helena Fernandes, desenvolvido no âmbito da unidade curricular de Atelier de Design 1, foi publicado em vários dos mais importantes sites de design a nível internacional. Passo a passo e de forma disseminada, o mestrado tem construído uma discreta notoriedade no universo das formações em design, consolidando imagem de uma formação marcada pelo ambiente de livre experimentação e pela atenção dada às questões sociais e emocionais que envolvem a nossa relação com os objectos e com o meio natural. Muitos dos ex-alunos de design dos cursos da ESAD.CR, tem feito percursos de destaque com trabalhos para marcas como a AREA ou a LEGO (a actual directora criativa da Lego é uma ex-aluna da ESAD.CR). Onde estarão estes estudantes daqui a 10 anos? – veja os links e adivinhe.

http://www.domusweb.it/it/notizie/2014/06/27/mocho_stool.html

http://www.designboom.com/design/timoteo-fernandes-bench-adjustable-portuguese-06-26-2014/

http://www.catalogodiseno.com/2014/07/03/taburete-mocho-por-joao-timoteo-helena-fernandes-reinterpretacion-de-un-clasico/#.U7YKLRIFm-A.facebook

http://www.artnau.com/2014/06/mocho-joao-timoteo/

http://www.iconeye.com/design/news/item/10765-mocho-by-joao-timoteo-and-helena-fernandes

boa1 boa3 Captura de ecra¦â 2014-09-8, a¦Çs 09.42.41

20 – 22 MAIO – COMUNICAR DESIGN XI / 20th – 22th, MAY – COMUNICAR DESIGN

COMUNICAR DESIGN XI
20, 21, 22 MAIO 2014
/ 20, 21, 22 MAY
ESAD.CR/IPLeiria

CONFERÊNCIAS, WORKSHOPS, MASTERCLASSES, EXPOSIÇÕES E FEIRA DE OBJETOS DE AUTOR
/
CONFERENCES, WORKSHOPS, MASTERCLASSES, EXHIBITIONS AND AUTHOR OBJECTS FAIR

 

+ INFO: COMUNICAR DESIGN XI FACEBOOK

COMUNICAR_DESIGN_xi_ESAD_CR_a

Ana Isabel Magalhães no Concurso de Ideias e Planos de Negócio “Arrisca.C 2011”. / Ana Isabel Magalhães in the Contest Ideas and Business Plans “2011 Arrisca.C”

O concurso de Ideias e Planos de Negócio Arrisca.C 2011 visa estimular o desenvolvimento de conceitos de negócio em torno dos quais se perspective a criação de novas empresas.

/Arrisca.C 2011 aims to stimulate the development of business concepts that will lead to the creation of new businesses.

+ info aqui.
+ info here