Docente do Curso de Teatro Guilherme Mendonça apresenta “Um pássaro é mais do que a sua jaula” na Sala Estúdio do Teatro da Rainha | 21h30

“Um pássaro é mais do que a sua jaula” na Sala Estúdio do Teatro da Rainha | 21h30

Uma revisitação dramática da História política recente de Angola a partir da experiência do cárcere de Adolfo Maria, um histórico da luta pela independência.

“— Que queres beber Adolfo? — perguntou-me o meu pai; do convés olhei a baía de Luanda com uma garrafa de gasosa estrangeira na mão. Dali podia ver, quase em frente a mim, a Casa de Reclusão militar, onde anos mais tarde ficaria preso, a ilha de Luanda, as palmeiras da marginal e lá no alto o Liceu Salvador Correia.”
Sala Estúdio do Teatro da Rainha
8 de Dezembro | 21h30
Maiores de 12 anos // duração 60m
Bilhetes de 4,00 a 7,50 Euros

UM PÁSSARO É MAIS DO QUE A SUA JAULA/ GUILHERME MENDONÇAsem-titulo

CCB | Árida, nova criação de Maria Ramos docente do Curso de teatro da ESAD.CR , 24 e 25 de novembro, às 21h, na Sala de Ensaio

https://www.ccb.pt/Default/pt/Programacao/Danca?A=802

Árida, nova criação de Maria Ramos, surge na continuidade do trabalho coreográfico Something Still Uncaptured, ambos em colaboração com a designer de luz Vinny Jones.
Na peça anterior, trabalhamos a partir da ideia de contenção e adensamento do espaço. Chamamos-lhe ‘paisagem-em-ação’. 
Neste trabalho, continuamos a desenvolver a noção de ‘paisagem-em-ação’, mas explorando a noção de aridez, vastidão e expansão do espaço cénico. Os corpos dos  intérpretes, colocados num ambiente árido, exposto, ofuscante, extremo, não assumirão o papel principal. Os seus corpos, no caminho do som, do vento e da luz, serão como obstáculos em função dos quais o espaço se agita, ressoando, fazendo atrito, moldando-se-lhes, desviando-se… 
 Interessa-nos trazer para o palco as agitações do mundo natural, onde o pulsar do ser humano existe como existe o pulsar de outros elementos naturais: um planalto inóspito, uma escarpa a romper a terra… Num palco árido, mas não pobre, estabelece-se uma analogia entre esta visão artística e as regiões áridas do planeta.

Direcção Artística e Coreografia Maria Ramos
Design de Luz e Espaço Cénico Vinny Jones
Design de Som Francisco Salgado
Interpretação Marta Cerqueira
Direcção técnica Mário Bessa
Acompanhamento artístico Martinho R. Fernandes
Coprodução Teatro Cine Torres Vedras; Teatro Municipal do Porto – Rivoli / Campo Alegre; Centro Cultural de Belém
Parcerias Festival Materiais Diversos
Residências artísticas Festival Materiais Diversos; Teatro Municipal Campo Alegre; EIRA – produção e realização de espectáculos; Companhia Olga Roriz
Apoio regular à pesquisa coreográfica Forum Dança
Espaço de ensaio ACCCA; CRIA-ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa
Apoio à divulgação Embaixada do Reino dos Países Baixos em Lisboa; Embaixada da Austrália em Lisboa, CRIA – festival Olhares do Mediterrâneo
Apoio financeiro Governo de Portugal / Secretário de Estado da Cultura – Direcção Geral das Artes
Gestão financeira e apoio à produção José Luís Ferreira  / Antunes Fidalgo Unipessoal
Agradecimentos Benedetta Maxia, Davide Costa, Joana Martins, Jorge Soares, Mário Verino, Patrícia André, Simão Costa, Sofia Matos e a todos os que participaram nos Laboratórios Coreográficos leccionados ao longo do projecto, particularmente, Andrea Brandão, Daniel Gamito Marques, Dina Costa, Filipa Correia, Filipa Leite, Marco Nobre, Nuno Paixão, Patrícia Quirós, Rui Dias e Virgílio Beatriz.


Co-produção | 
Teatro Municipal do Porto, Centro Cultural de Belém e Teatro Cine Torres Vedras 

6ª Edição do Festival Ofélia

Foi entre os dias 5 e 8 de abril que decorreu mais uma edição do Festival Ofélia na Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha.

Este ano o Festival contou com a presença da Real Escuela Superior de Arte Dramático de Madrid, da Escola Profissional de Teatro de Cascais, da Escola Superior de Música Artes de Espetáculo, da Escola Superior de Educação de Coimbra, da Universidade de Évora, da Escola Superior d’Art Dramàtic de les Illes Balears e da Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro. Todas  as escolas presenciaram a Escola Superior de Artes e Design com encenações realizadas pelos estudantes das mesmas.

Para além da vertente de Teatro, também se realizaram Conferências e diferentes Workshops.

A 6ªEdição do Ofélia começou com a Conferência “Antigos Alunos” onde se contou com a presença de Mariana Sá Marques; Isabelle Coelho; Roger Madureira; Cláudio Teixeira e Raimundo Cosme, antigos alunos do curso de Teatro.Na segunda parte do primeiro dia, deu-se início às apresentações performativas dos alunos participantes. As peças a estrear os palcos do Ofélia foram “Desta para Outra”; “Hanger” e “Auto da Barca do Inferno”.

No segundo dia, aconteceu a Conferência “Manobras do Sublime” com a participação de Pedro Penim e José Maria Vieira Mendes do Teatro Praga. Da parte da tarde, Eugénio Roque, durante quatro horas, deliciou os 26 participantes no seu workshop “Esgrima em Cena.” As peças do dia 6 de abril intitularam-se de “As Criadas + Transtorno”; “Agámemnon- vim do supermercado e dei porrada ao meu filho”; “Reflexão sobre Édipo” e “Contra a Parede 5X por semana”.

No penúltimo dia, sem Conferências e Workshop’s o dia ofeliano começou às 19.30h com a peça “Futuro” e de seguida “Café” e “Ejucución”. A noite acabou no Centro Cultural de Congressos com a encenação “Troianes”.

O Ofélia recebeu no último dia Catarina Câmara que trouxe o workshop “Improvisação no trabalho do ator: da imaginação à pele”. Nas últimas horas do Festival foram apresentadas as encenações “Promessa de Amor”; “De Volta à Ilha dos Sonhos”; “Sentindo-se Pessoa” e “Otarata”.

Foram dias cheios de emoção, por parte da equipa da organização, mas também por parte dos participantes. As salas, em todas as peças, esgotaram a sua lotação de lugares. O público aderiu por inteiro e a felicidade de todos não podia ser mais notória. Ao fim dos quatro dias de festival, mais de 1500 pessoas tinham conhecimento do Festival Ofélia.

O legado da organização deste ano já foi transmitido para os novos alunos que vão ter nas mãos a 7ªEdição do Festival Ofélia. Ao longo dos anos o Ofélia tem ganho mais relevância e os dias e as horas para a próxima edição já se contam.

 

 

Festival Ofélia 6

O Festival Ofélia vai decorrer entre os dias 5 e 8 de abril e este ano vai contar com mais de 100 alunos de Escolas de Teatro de Portugal e Espanha. Estão confirmadas para este ano a Real Escuela Superior de Arte Dramático de Madrid, Escola Profissional de Teatro de Cascais, Escola Superior de Música Artes de Espetáculo, Escola Superior de Educação de Coimbra, Universidade de Évora, Escola Superior d’Art Dramàtic de les Illes Balears e Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro. O Evento será também acompanhado de Workshops e Conferências. Em relação aos convidados encontram-se nomes como Eugénio Roque; Pedro Penim e André Teodósio do Teatro Praga; Catarina Câmara; Mariana Sá Marques; Isabelle Coelho; Roger Madureira; Cláudio Teixeira e Raimundo Cosme. Os locais escolhidos para a realização do Festival serão diferentes espaços na Escola de Artes e Design; a Casa da Cultura; o Centro Cultural de Congressos das Caldas da Rainha e o Coreto no Parque D.Carlos I.

Esperam-se dias de muita arte e animação, onde o ponto principal se encontra na palavra Teatro. O Ofélia 6 vai apresentar performances de todas as Escolas Superiores, tal como tem feito ao longo dos últimos anos e diferentes convívios e conversas.

Quatro Entremezes De Cervantes – Exercício de 2º ano de Teatro

Nos dias 18,19 e 20 de junho decorreu na sala 16 um exercício do 2º ano do curso de teatro em que os cenários e cartaz foram feitos pelos alunos do 3º ano do curso de Design de Ambientes . O exercício foi composto por 4 peças.

O RÚFIA VIÚVO CHAMADO TRAMPAGOS

Trampago,* um proxeneta, lamenta a morte da sua prostituta favorita. Dois outros proxenetas aparecem para lhe tentar vender uma nova rapariga. A ação termina subitamente com o aparecimento de rei dos criminosos, Escarramão.*** Trampagos quer dizer aldrabão.** Escarramão era um figura conhecida na cultura popular da época, sobre o qual se escreveram versos e canções.

ELENCO – Personagem: Ator

Trampagos: Miguel Ferreira

Chiquiznaque: Diogo Agostinho

Vademecum: Ivo Marçal

Juan Claros: Gabriel Lapas

Repulida: Belisa Sequeira

Mostrenca: Ana Monteiro

Pizpita: Salomé Marques

Escarramão: Rodrigo Vicente

A COVA DE SALAMANCA

Aproveitando a ausência do marido, Leonarda e sua criada, Cristina, recebem os seus amantes em casa. O regresso inesperado do marido obriga mulheres e amantes a um disfarce singular.

ELENCO – Personagem: Ator

Pancrácio: João Esteves

Leonarda: Vanessa Caçador

Cristina: Carolina Faria

Estudante: Diogo Agostinho

Sacristão: Nuno Violante

Barbeiro: Pedro Ferreiro

Leónisa: Cíntia Surgy

O RETÁBULO DAS MARAVILHAS

Um grupo de atores visita uma vilória. De modo a conseguirem extorquir a ‘gente bem’ da vila, propõem-se apresentar uma peça de teatro, O Retábulo das Maravilhas, no qual são representados extraordinários episódios bíblicos e mitológicos. Como na verdade não existe nenhum retábulo, dizem que este é invisível a quem seja bastardo ou tenha sangue de judeu. Durante a representação os habitantes da vila fingem estar a ver os episódios bíblicos e mitológicos.

ELENCO – Personagem: Ator

Chirinos: Ana Ferreira

Chanfalla: Alice Ferreira

Rabelin: Mariana Constantino

Governador: Gabriel Lapas

Benito Repollo: Ivo Marçal

Pedro Capacho: Francisco Rodrigues

Teresa Repolla: Daniela Magalhães

Catarina Castrada: Catarina Barros

Juana Castrada: Cíntia Surgy

Sobrinho: Miguel Ferreira

Furriel: Rodrigo Vicente

O JUÍZO DOS DIVÓRCIOS

Quatro casais apresentam as razões para se quererem divorciar dos seus cônjuges: mau hálito, falto de dinheiro, alcoolismo, infidelidades, etc — o espaço é um tribunal.

ELENCO – Personagem: Ator

Juíz: Caroline Zeiler

Procurador: Mariana Justino

Escrivão: Mélanie Marques

Velhote: João Esteves

Mariana: Lisandra Caires

Cirurgião: Pedro Ferreira

Alonza: Cleidiane Mendes

Soldado: Nuno Violante

Guiomar: Filipa Sequeira

Vagabundo: Francisco Rodrigues

Acordeão: José Bonifácio

Encenação: Guilherme Mendonça

Desenho de Luz e Apoio Técnico: Daniel Coimbra

Tradução: Professor Guilherme Mendonça e os alunos do segundo ano

Cenografia: 3º ano de Design de Ambientes

Cartaz: 3º ano de Design de Ambientes

 

5º Edição do “Festival Ofélia”

De 24 a 27 de março, decorreu a 5º edição do “Festival Ofélia”. Nesta edição contámos com a participação do grupo “Dentada Macaca” e das escolas superiores que têm o curso de Teatro em Portugal nomeadamente: Universidade do Minho; Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo; Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro; Universidade de Évora; Escola Superior de Teatro e contamos ainda com escolas com cursos de teatro internacionais com: a ESAD de Córdoba, RESAD de Madrid e Latvian Academy of Culture de Riga. O Ofélia teve performances de todas estas escolas superiores e também com concertos, convívios, uma conferência, uma conversa, encontros, um picnic e workshops.

 

 

ESAD.CR participa no Festival de teatro SET, no Porto.

No dia 5 de julho, alunos e antigos alunos da ESAD.CR representaram a escola no Festival de Teatro SET, no Porto e que é organizado pela ESMAE – Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo. A performance teve a particularidade, de além de unir alunos e antigos alunos do curso de Teatro, mobilizar alunos dos outros cursos da ESAD.CR, nomeadamente dos cursos de Design multimédia, Design gráfico, Som e Imagem, Design de ambientes e Design industrial. A peça que levaram ao Porto intitulava-se “O Hotel”. É uma peça assumidamente experimental e pretendeu, por via transgressão de géneros e fronteiras artísticas, interpelar a atenção do espectador convencional. Na construção do espectáculo, a magia cénica era confrontada com o contraponto da sua desmistificação, fazendo com que a aparente e desarmante fragilidade assumida no palco, se lance sobre os nossos sentidos mais profundos e recônditos. A sua realização e deslocação dos alunos foi apoiada pelos Serviços de Ação Social do IPL.
peça “O Hotel” apresentada no SET

4ª Edição do Festival Ofélia – o mais procurado festival de teatro do ensino superior artístico – 5ª Edição já com data marcada 24 a 27 de março 2015.

A quarta edição do Festival Ofélia decorreu entre os dias 14 e 16 de abril. Foram mais de catorze espetáculos teatrais, workshops, que contaram com a participação de cinco escolas superiores de teatro nacionais e uma internacional: a Universidade de Évora, a Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa (ESTC), a Universidade do Minho e a Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo do Porto (ESMAE). Esta ano visitou-nos também a ESAD de Córdoba, Espanha.

14_04_Desalinhados_esad (15) 14_04_três (3)

Ao longo do festival, mais de 100 estudantes das artes performativas puderam conviver num ambiente de partilha de conhecimentos e troca de experiências. A 4ª edição teve uma característica distinta: para além das várias performances, existiu também uma vertente formativa e multidisciplinar com uma palestra subordinada ao tema “O teatro no séc. XXI e o desafio aos novos alunos de teatro” a acompanhar os vários workshops.

13_04_OFELIA_Amor_Tempo_Morte (55) 13_04_Ofélia_Pecados Capitales_resad_esp (14) 13_04_OFELIA_PutYourselfTogetherWoman (25) 13_04_OFELIA_TIII (33) 13_04_zapping_utad (9)

O Festival teve o apoio da Câmara Municipal de Caldas da Rainha, do Centro da Juventude e do Serviço de Ação Social do IPLeiria. Todos os espectáculos tiveram uma elevada afluência de público, tendo na maioria dos caso atingido a lotação das salas, com um público da cidade e dos estudantes, num ambiente de festa e de cumplicidade.

III FESTIVAL DE TEATRO E ARTES PERFORMATIVAS|| III THEATRE AND PERFORMING ARTS FESTIVAL

III FESTIVAL DE TEATRO E ARTES PERFORMATIVAS – OFÉLIA – Abril

III THEATRE AND PERFORMING ARTS FESTIVAL – OPHELIA – April

Após o sucesso da edição anterior do FESTIVAL DE TEATRO E ARTES PERFORMATIVAS – OFÉLIA, os alunos do 2º ano do curso de teatro da ESADS.CR apresentou uma proposta de programação para a 3ª edição do festival que decorreu nos dias 2, 3,4 e 5 de Abril de 2013.

After the success of the previous edition of the Festival, students from 2nd year of the Theatre Course proposed a schedule for a 3rd edition that came to be held on April 2 to 5, 2013.

eventos na esadcr

eventos na esadcr

A III edição do festival teve a particularidade de, pela primeira vez, ter uma escola estrangeira – REAL ESCUELA SUPERIOR DE ARTE DRAMÁTICO (RESAD) originária de Madrid. Estiveram presentes 30 alunos desta escola.

This 3rd edition had the particularity, for the first time, of having the participation of a foreign school – REAL ESCUELA SUPERIOR DE ARTE DRAMÁTICO (RESAD) from Madrid. 30 students from this school attended the festival.

Também participaram do festival 3 escolas nacionais: Universidade de Évora, a Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Three national schools also participated: the University of Évora, the School of Theatre and Cinema in Lisbon and the University of Trás-os-Montes and Alto Douro.

eventos na esadcr

As atuações foram deslumbrantes, o público esteve ao ruge nos 4 dias.

The performances were stunning, the audience was roaring during the four days.

Devemos enaltecer o profissionalismo da equipa organizadora demonstrou. A equipa conseguiu gerir a programação do evento bem como a vinda de 100 pessoas externas à escola, proporcionando alojamento, alimentação e divertimento.

We must congratulate the organizing team. The team managed the event schedule as well as the coming of 100 people outside the school, providing accommodation, food and fun.

eventos na esadcr

eventos na esadcr

Ouvia-se constantemente os alunos espanhóis a dizer “Encantado! Maravilloso “.Os alunos nacionais diziam “queremos mais e no próximo anos cá estaremos batidinhos

Spanish students often said “Delighted! Marvelous.” National students said “we want more and next year we will be here again”

eventos na esadcr

O Festival de Teatro e Artes performativas surge na sequência do interesse manifestado pelos alunos do curso de teatro com o objetivo de celebrar a arte, o teatro, a performance, a voz, o corpo e a criatividade. Esta celebração permitiria realizarem atividades extracurriculares, que lhes proporcionasse um aprofundar dos seus conhecimentos nas diversas áreas artísticas. Desta vontade nasceu a primeira edição do festival Ofélia em 2011.

The Festival appeared as a result of the interest expressed by students of theater, with the aim of celebrating, theater, performance, voice, body and creativity. This event gave
them the possibility to perform extracurricular activities and deepen their knowledge in the various artistic fields. The first edition of the Festival Ophelia was held in 2011.

eventos na esadcr

No primeiro ano participaram unicamente os alunos da ESAD.CR, quanto a afluência de público foram contabilizados cerca de 300 pessoas nos 3 dias do evento. Na segunda edição participaram 5 escolas externas – Universidade de Coimbra; Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo; Universidade de Trás os Montes e Alto Douro; Universidade de Évora e Escola Superior de Teatro e Cinema. Quanto a afluência de público foram atingidos cerca de 800 pessoas nos 3 dias.

In the first year only students from ESAD.CR attended the festival, as well as 300 visitors. The 2nd edition had the participation of 5 external schools – University of Coimbra, School of Music, Arts and Entertainment, University of Trás-os-Montes and Alto Douro, Évora University and School of Theatre and Film. 800 visitors were present in this 2nd edition. eventos na esadcr

eventos na esadcr

Nesta 3º Edição, nos 4 dias com a presença de 3 escolas presentes nacionais e uma internacional, o festival atingiu as 1 200 pessoas.

eventos na esadcrIn this 3rd edition, during these four days the festival hit the 1.200 visitors.

eventos na esadcr

“O teatro não se repete, apesar de ser sempre o mesmo. Cada representação é como estar diante de um novo personagem.” (Beatriz Segall). No próximo ano queremos novas personagens.

“The theater doesn’t repeat itself, despite always being the same. Each representation is like being on a new character.” (Beatriz Segall). Next year we want new characters.

eventos na esadcreventos na esadcr

Exposição dos Trabalhos dos Alunos Finalistas 2011/2012||Final Year Students Exhibition 2011/2012

Exposição dos Trabalhos dos Alunos Finalistas 2011/2012.
Final Year Students Exhibition 2011/2012.

eventos na esadcr








[Curso de Artes Plásticas/// Fine Arts course]

A edição da Exposição de Finalistas 2011/2012 foi repartida por dois momentos. Num primeiro momento expuseram os cursos de Design de Ambientes, Design Gráfico e Multimédia e Som e Imagem. Os trabalhos estiveram patentes de 16 a 27 de julho nas instalações da escola.

This year’s edition of the Exhibition was divided into two seasons. The first season, from July 16 to 27, showcased the courses of Environmental Design, Graphic and Multimedia Design and Sound and Image.

eventos na esadcr

[Curso de Design de Ambientes/// Environment Design course]

Num segundo momento foi a vez dos cursos de Artes Plásticas, Design Cerâmica e Vidro e Design Industrial de 24 se Setembro a 7 de outubro na ESAD.CR.

The second, from September 24 to October 7, displayed the courses of Fine Arts, Ceramics and Glass Design and Industrial Design.

eventos na esadcr

[Oficina de serigrafia – Cartazes da exposição/// Silkscreen workshop – Posters of the exhibition]

A Exposição de finalistas da ESAD.CR é um marco na história da escola. A primeira exposição de finalistas tinha só como expositores alunos de Artes Plásticas mas devido a dimensão que todos os cursos começavam a ter, foi tomada a decisão que a exposição de finalistas deveria abranger todos os cursos, e assim é desde dessa época.

The Final Year Students Exhibition of ESAD.CR is a milestone in school history. The very first exhibition showcased only the works of Fine Arts students. However, due to the dimension the others courses achieved, it was decided that the exhibition should include all courses, and so it is since that time.

eventos na esadcr

[Curso de Artes Plásticas/// Fine Arts course]

A exposição já esteve patente em diferentes sítios, tais como nos Silos ou no Centro Cultural das Caldas da Rainha, entre outros. No intuito de abrir a escola à comunidade externa, permitindo assim que os visitantes pudessem visualizar os trabalhos no local da sua execução e conhecer o ambiente que se vive na escola, a exposição passou a ser realizada nas instalações da ESAD.CR.

The exhibition has been held in several places, such as the Silos or the Cultural Centre of Caldas da Rainha. In order to open the school to the community, allowing visitors to appreciate the art works at the site of its execution and be familiar with the school environment, the exhibition started being held at ESAD.CR’s premises.

eventos na esadcr

[Curso de Artes Plásticas/// Fine Arts course]

Esta iniciativa permite que os alunos mostrem os seus trabalhos no culminar de um percurso académico de 3 anos. A iniciativa surge também como um balanço em forma de leitura pessoal, clarificando e demonstrando a liberdade de expressão criativa, patente na diversidade dos trabalhos expostos.

This initiative allows students to display their works, at the end of an academic journey that lasts 3 years. The initiative has also emerged as an appraisal for the creative freedom, evident in the diversity of works displayed.

eventos na esadcr

[Curso Som e Imagem/// Sound and Image course]

eventos na esadcr

[Curso de Design Industrial/// Industrial Design course]

eventos na esadcr

[Curso de Design Gráfico e Multimédia/// Graphic and Multimedia course]

eventos na esadcr

[Curso de Artes Plásticas/// Fine Arts course]

2ª Edição de Festival Ofélia|| 2nd Edition of the Ophelia Festival

2ª Edição de Festival Ofélia – Encontro Nacional de Teatro na ESAD.CR – 4 a 6 de Junho de 2012.
2nd Edition of the Ophelia Festival – National Theatre Meeting in ESAD.CR – 4 to 6 June 2012.

O festival foi organizado pelo um grupo de alunos do 2º ano do curso de Teatro da ESAD.CR como objetivo de celebrar a arte, o teatro, a performance, a voz, o corpo e a criatividade.

The festival was organized by a group of students from the 2nd year of the Theatre course of ESAD.CR, with the aim to celebrate art, theater, performance, voice, body and creativity.

A 2.ª edição do Festival Ofélia pretendeu criar uma plataforma de partilha de conhecimentos e experiências na área das artes, nomeadamente no âmbito do teatro e da representação; incentivar a criatividade e criação dos estudantes de artes; proporcionar o intercâmbio entre escolas de teatro nacionais e internacionais.

The 2nd edition of the Ophelia Festival intended to create a platform for sharing knowledge and experiences in the arts, particularly in the context of theater and performance; encourage creativity and creation in arts students, provide the exchange between national and international theater schools.

Este ano o festival teve a participação de 5 escolas externas – Universidade de Coimbra; Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo; Universidade de Trás os Montes e Alto Douro; Universidade de Évora e Escola Superior de Teatro e Cinema.

This year the festival was attended by five external schools – University of Coimbra, School of Music, Arts and Entertainment; University of Trás os Montes and Alto Douro, University of Évora and School of Theatre and Film.

Do programa constou também a apresentação da peça de teatro de Simão Rubim “Mente Monumentalmente – Nós mesmos, Invenções Teatrais” no Centro Cultural de Caldas da Rainha. No fim do espetáculo o ator/encenador conversou com o público presente sobre o espetáculo.

The program also comprised the presentation of Simão Rubin’s play “Mente Monumentalmente – Nós mesmos, Invenções Teatrais” at the Centro Cultural of Caldas da Rainha. At the end of the show the actor / director spoke to the audience about the show.

Foram realizados mais de 8 workshops, com alguns dos melhores profissionais da área:

  • Escrita criativa, com Isabela Junqueira e Pâmela Raíza;
  • Técnica de representação para câmara, com Paulo Ferreira
  • Organização de eventos, com Anabela Monteiro.
  • Expressão corporal, com Victor Roriz e Sofia Dias
  • Movimento e artes performativas, com Luís Antunes.
  • Cenografia, com Filipa Malva;
  • Oficina de marionetas, com Evaldo Barros;
  • Montagem e operação de luz, com Daniel Coimbra
  • Seminário de voz, com Rui Baeta

There were also eight workshops with some of the best professionals from the area:

  • Creative writing, with Isabela Junqueira and Pâmela Raíza;
  • Representation technique for the camera, with Paulo Ferreira
  • Event organization, with Anabela Monteiro.
  • Body expression, with Victor Roriz and Sofia Dias.
  • Movement and performing arts, with Luís Antunes.
  • Scenery, with Filipa Malva.
  • Puppet workshop with Evaldo Barros;
  • Installation and operation of light, with Daniel Coimbra
  • Voice seminar, with Rui Baeta

Os mais de 10 espetáculos localizar-se apresentados nas instalações da ESAD.CR, no Centro Cultural e de Congressos e no Centro de Juventude das Caldas da Rainha.

The more than 10 performances were presented in the facilities of ESAD.CR and also in the Cultural and Congress Centre and the Youth Centre of Caldas da Rainha.

Nestes três dias do festival Ofélia os espectadores puderam vislumbrar-se com apresentações de nível profissional. Estes futuros e promissores profissionais da área do teatro contribuíram para reforçar a ideia de que o ensino de teatro em Portugal está muito bem e que se recomenda.

In these three days of the Ophelia festival the public was able to attend professional-level presentations. These promising future theater professionals contribute to reinforce the idea that the teaching of theater in Portugal is quite developed.

As interpretações foram magníficas dignas da “Alta-cultura”, com a presença de valores autênticos.

The performances were magnificent!

Foram dias proveitosos que marcaram os organizadores, seja pelo nível técnico dos assuntos abordados nos workshops, seja pelas apresentações de trabalhos, seja pela adesão e compromisso demonstrados pelos participantes.

From the technical level of the subjects covered in the workshops, to paper presentations, either through membership and commitment shown by participants, it was a excellent festival.

A 3ª edição do Festival Ofélia está prevista ser realizada 2 a 5 de Abril de 2013.
The third edition of the Ophelia Festival is expected to be held in 2 to 5 April 2013.

Concerto de Natal ESAD.CR – Curso de Teatro 2ºano||Christmas Concert at ESAD.CR – Students from Theatre Course, 2nd year

No dia 17 Dezembro de 2013, pelas 17:30 decorreu a apresentação do Repertório desenvolvido na Disciplina de Oficina de Música III, 1º Semestre do Ano Letivo 2013/2014. Turma do 2º Ano do Curso de Teatro da ESAD.CR.

13_12_teatro_concerto_natalDo evento constou o seguinte programa:
Litany (1991), Lou Harrison (1917-2003)
Beba Coca Cola (1966), Gilberto Mendes (1922*)
Credo (1992/rev.2000), José Eduardo Rocha (1961*)
Borzeguim (c. 1987), António Carlos Jobim (1927-1994)

13_12_teatro_concerto_natal_1Elenco:
Ana Rita Santos; Ana Sequeira; Bárbara Sabino; Brienne Keller; Carolina Faria; Dalila Lourenço; Daniela Martins; Filipe Couto; Jéssica Cipriano; Joana Miranda; João Neto; Mafalda Nascimento; Mariana Marques; Mário Ferreira; Marta Ribeiro; Nelson Santos; Ricardina Matias;

Participação especial: Pedro Querido (3º ano do Curso de Teatro)
Direção Musical: Professor José Eduardo Rocha [C JER]
Direção Técnica: Daniel Coimbra (Curso de Teatro)

Aula Aberta Coreografias de Evasão||Open Classroom – Evasion Choreographies

Aula Aberta Coreografias de Evasão. As batalhas performáticas dos b-boys das favelas da Maré (Rio de Janeiro)

Open Classroom – Evasion Choreographies. Performing battles of the b-boys from the Maré slums (Rio de Janeiro)

Foi realizada uma aula Aberta no âmbito da unidade curricular de Antropologia Teatral (Curso de Teatro, 1º ano), dia 10 de Maio.

An open lecture was held in the framework of the course of Theatre Anthropology (Theatre Course, 1st year) on 10 May.

13_05_coreografias_de_evasão (30)

Durante a aula os participantes puderam ouvir o ilustre Otavio Raposo, autor do documentário, a falar sobre as características particulares do grupo B-Boys, da sua ligação à dança. Um discurso que deixou a plateia entusiasmada e interessado pelo tema em debate.

During class participants could hear the illustrious Otavio Raposo, author of the documentary, talking about the particular characteristics of the B-Boys group, about their connection to the dance. A speech that left the audience excited and interested in the topic under discussion.

13_05_coreografias_de_evasão

Carlos Bunga, Artista Plástico Realizou Conferência na ESAD.CR||Artist Carlos Bunga Held Conference at ESAD.CR.

eventos na esadcr

No passado dia 6 de Novembro de 2012 o artista formado pela ESAD.CR/IPL realizou uma conferência incluída no âmbito da cadeira opcional de Artes plásticas de Configuração e Forma a convite do docente Samuel Rama.

Last November 6, 2012, the artist graduated from ESAD.CR / IPL held a conference within the discipline of Visual arts – Configuration and Shape, after the invitation of professor Samuel Rama.

12_10_Conferencia_Carlos_Bunga A conferência realizou-se no Auditório do EP 1 das 14:30 às 17:30. Nela o artista plástico Carlos Bunga mostrou uma seleção de trabalhos, desde 2003 até à atualidade.

At the conference, held in the Auditorium of EP 1 from 2:30 p.m. to 5:30 p.m., Carlos Bunga showed a selection of his works from 2003 to the present.

eventos na esadcr

Em pouco mais de nove anos de trabalho Carlos Bunga é já detentor de um percurso de assinalável interesse sendo um dos artistas formados pela Esad.cr com maior projeção internacional e por isso marcante no contexto nacional e internacional.

In just over nine years of work Carlos Bunga is already the holder of a remarkable curriculum, being one of the alumni with greater international projection and so striking career in national and international context.

eventos na esadcr

Apresentação – Projeto Teatral III||Presentation – Theatrical Project III.

 

A turma do 3 ano apresentou a peça “(A)tentados” de Martin Crimp da disciplina projeto teatral 3 dirigida pelo prof. André Amálio. A apresentação realizou-se no dia 7 de novembro às 21h00 na sala 16 da ESAD.CR.

Within the discipline of Theatrical Project, taught by prof. André Amálio, the 3rd year class presented the play “Attempts on Her Life” by Martin Crimp. The presentation was held on November 7th at 9:00 p.m. at room 16 of ESAD.CR.

O texto de Martin Crimp (A)tentados (no original Attempts on her life) dá-nos um retrato do mundo contemporâneo através da construção da identidade de Anne. O autor traça-nos um retrato feito de múltiplas fotografias de uma sociedade marcada pela globalização, terrorismo, guerra, media e cultura pop.

Martin Crimp’s play gives us a portrait of the contemporary world through the construction of Anne’s identity. The author draws us a picture made of multiple photographs of a society marked by globalization, terrorism, war, media and pop culture.

Como filosofia de trabalho houve a preocupação de colocar a ênfase nos conceitos da cocriação e da colaboração em conjunto com a direção/encenação deste projeto dando aos alunos um papel mais ativo na construção do exercício, através de improvisações, propostas, discussões e procurando responsabilizar cada aluno enquanto artista de teatro que observa e reflete sobre o mundo que o rodeia.

The philosophy of work was to place the emphasis on the concepts of co-creation and collaboration in conjunction with the direction / staging of this project, thus giving students a more active role in building the exercise through improvisations, proposals and discussions, while trying to make them responsible as theater artists who observe and reflect on the world around them.

Alunos do 2º ano do curso de teatro apresentam trabalhos finais e surpreendem!|| 2nd year students of Theater present final works and surprise!

A peça de Karl Valentin, Cabaret Majestik, encenada pelo professor Diogo Dória foi apresentada no dia 22 de Junho.

Majestik Cabaret, a play by Karl Valentin, staged by Professor Diogo Dória, was presented on June 22.

Propondo o teatro obrigatório, falando das desventuras do pobre encadernador Wanninger para receber o seu soldo ou da pobre Isabel para conseguir resposta do namorado, o grande Karl Valentin escalpeliza a sociedade do seu tempo, zurze no capitalismo, descobre no humor e no texto curto e incisivo a melhor forma de chegar ao espectador.

Proposing mandatory theater, the play tells of the misfortunes of the poor bookbinder Wanninger to receive his wages or poor Isabel to receive an answer from her boyfriend. Karl Valentin analyses society of his time, beats down capitalism and finds a way to the viewer through humor and the short incisive text.

Brecht seguirá o seu exemplo. Em Cabaret Montekarl foram usados dez dos seus textos e um poema de José Miguel Silva

Brecht will follow his example. In Cabaret Montekarl ten of his texts were used and a poem by José Miguel Silva.

Uma excelente representação! Uma plateia fascinada!
An excellent presentation! An audience spellbound!

Cenas de Terror e Miséria do III Reich||Scenes of Terror and Misery of the Third Reich.

Cena de Terror e Miséria do III Reich, encenada pela professora Cristina Carvalhal foi adaptada do original do livro “Terror e Miséria no Terceiro Reich”. Obra escrita pelo dramaturgo e poeta alemão Bertolt Brecht.

The play staged by Professor Cristina Carvalhal was adapted from the original book “Terror and Misery in the Third Reich” written by german playwright and poet Bertolt Brecht.

Esta obra tem particularidade de ter sido escrita fazendo uso de recortes de jornal, notícias recebidas da resistência, rádio, ou qualquer outra fonte de informação que fosse levada para fora do domínio alemão.

This play has the particularity to have been written making use of newspaper clippings, news from the resistance, radio, or any other source of information that was taken out of the German dominion.

A obra retrata todo o sufoco que a sociedade viveu durante a 2ª grande guerra. As injustiças, os medos, as traições e os receios de uma época de puro terror.

The play portrays the distresses that the society lived during the 2nd world war, the injustices, betrayals and fears of an age of terror.

A obra foi apresentada pelos alunos do 2º ano do curso de teatro, tendo sido muito bem recebida pelo público presente, que lotou completamente a sala.

The work was presented by 2nd year students of Theater. The play was very well received by the audience, which filled the room completely.

Celebração dos 40 anos da interpretação de “Morte e Vida Severina”||Celebrating 40 years of the performance of “Morte e Vida Severina”.

Decorreu uma sessão aberta a todos os caldenses e comunidade académica, para assinalar os 40 anos da representação da peça “Morte e Vida Severina” do poeta brasileiro João Cabral de Melo Neto, que foi representada nas Caldas por um grupo de finalistas da Escola Industrial e Comercial das Caldas da Rainha.

To celebrate the 40th anniversary of the representation of the play “Morte e Vida Severina” from the Brazilian poet João Cabral de Melo Neto, there was held a session open to all the community performed by a group of finalists from the Industrial and Commercial School of Caldas da Rainha.

Viviam-se nessa época (1971 e 72) os últimos anos da ditadura em Portugal e nesta sessão, pretendeu-se relembrar como se fazia teatro, escapando aos crivos da censura, antes da revolução dos Cravos.

The play depicts the last years of dictatorship in Portugal (1971 and 1972), and this play was intended to recall how theater was done before the Carnation Revolution, escaping the sieves of censorship.

Este evento foi realizado em parceria com a Gazeta das Caldas da Rainha e com o apoio cultural da Fundação Joaquim Nabuco, sediada no Recife.

This event was held in partnership with the Gazeta of Caldas da Rainha and the cultural support of the Nabuco Foundation, based in Recife.

Alunos do 2º ano do Curso de Teatro apresentaram ao público peça “O pecado de João Agonia” de Bernardo Santero||Students of 2nd year of Theater presented the play “John Agony’s sin” from Bernardo Santareno.

No dia 5 de Maio, na sala 17 do Ep2 da ESAD.CR, os alunos do 2º ano do Curso de Teatro apresentaram ao público peça ” O pecado de João Agonia” de Bernardo Santero. Este projecto teve a direção do Docente Luís Castro.

On May 5, in room 17 of the Ep2 at ESAD.CR, students of 2nd year of Theater presented the play “John Agony’s sin” from Bernardo Santareno. This project was directed by Professor Luís Castro.

Bernardo Santareno é considerado um dos maiores dramaturgos portugueses de sempre e o principal dramaturgo português do sec.XX.

Bernardo Santareno is considered one of the greatest Portuguese playwrights of all times and the main Portuguese playwright of the XX century.

O Pecado de João Agonia, peça fundamental da dramaturgia de Santareno, aborda o tema da homossexualidade e a repressão exercida sobre os homossexuais no Portugal dos anos sessenta do século passado.

John Agony’s sin, a fundamental play of Santareno, addresses the issue of homosexuality and repression of homosexuals in Portugal in the sixties.

[“O pecado de João Agonia” de Bernardo Santero. / “John Agony’s sin” from Bernardo Santareno.]

[“O pecado de João Agonia” de Bernardo Santero. / “John Agony’s sin” from Bernardo Santareno.]