Arquivo da categoria: EXPOSIÇÕES | EXHIBITIONS

ESAD.CR:2018 Antigo aluno da ESAD.CR, Leonardo Rito, inaugura exposição no dia 10 de Fevereiro às 17h30 no Centro Cultural e Congressos de Caldas da Rainha

 

 

 

 

 

 

 

 

Exposição “it’s HOT in here”
Pintura de Leonardo Rito
Comissariado Lourdes Féria

Inauguração – 10 de Fevereiro, às 17h30

Exposição patente de 10 de Fevereiro a 04 Março
 

Leonardo, assim

A sua geografia artística é habitada por uma energia poderosa, obedecendo a diversas estratégias narrativas que torpedeiam qualquer cronologia linear. Nos temas fundamentais de inspiração bíblica, onde convergem elementos dispersos, há uma evidente primazia do cénico. Mas os cenários e os tempos estão misturados. Vemos cenas simultâneas, ocorrências e atmosferas que produzem um efeito estranho. Nas narrativas, evocando a mitologia grega, o quotidiano actual irrompe de uma maneira inesperada. Surgem figuras, animais e coisas plantados no espaço da tela que sugerem uma subtil piscadela de olho ao surrealismo ou a um vago deslize para o campo do bizarro. São composições fantasiosas, convocando uma babélica colecção de figuras que não se confrontam. Andam por ali aparentemente desgarradas, embora interagindo umas com as outras. Numa espécie de limbo entre ficção e realidade. Leonardo não é um pintor teórico, mas tem uma grande capacidade para gerar e combinar imagens. Evocações figurativas e plásticas da cultura que passam também por registos de ícones contemporâneas da música e do cinema. O resultado é uma espécie de mística da matéria tangível. Absorveu ideias, influências capitais e até mesmo uma certa terribilitá que tornam os quadros desconcertantes. Alegoriza a corporalidade no universo mítico da história de arte.

Usa as referências visuais como uma plataforma ou ponto de partida para explorar as entranhas das possibilidades da pintura. O espaço pictórico, infundido de teatralidade, representa um palco onde o elenco dos actores, principais e secundários, cumpre o papel que lhe foi atribuído. Assim, cria uma atmosfera própria com alguns parêntesis no meio do enredo que vai ao encontro, segundo o pintor, das “grandes questões da vida”. E sinaliza o próprio xadrez da comunicação. Em vez de transpor para a tela a visão nítida da realidade, prefere a linguagem da imaginação, recorrendo aos símbolos. “O cordeiro da inocência,a pomba, o coelho…o bezerro de ouro”, relata. Vemos uma pintura que narra a expulsão, a nossa expulsão do paraíso. E outra que, entre personagens vestidos com trajes de camponeses antigos, se destaca um homem concentrado na tina vidro que contem uma vaca mergulhada num líquido, alusiva à obra que consagrou Damien Hirst. A arte bem intencionada é normalmente aborrecida, mas a arte hipócrita é ainda pior. Leonardonão debita discursos educativos. A saturação dos códigos colocou mais uma vez o foco na pintura. Já antes, na década de oitenta, o chamado regresso à pintura, deveu-se a um esgotamento das práticas conceptuais. Segundo Max Jacoba arte é uma mentira, mas o bom artista não é um mentiroso.

Não devemos entender esta exposição como uma retrospectiva. Foram seleccionadas obras de várias épocas porque no fundo apresentam um registo de continuidade, embora pareçam muito diferentes. Há nelas um fio condutor. A respiração flui na mesma cadência. O olfacto artístico mantem-se acutilante. Nas pinturas de Leonardosolta-se uma chispa poética ou um desconcerto semântico que obriga o espectador a todo o tipo de leituras e interpretações. Ele inventa narrativas. Não conta histórias. No atelier, os quadros repousam numa passividade ainda neutral. “Enquanto aqui estiverem, sujeitam-se sempre a serem alterados”, confessa o criador. Por vezes volta ao que deixou e continua a trabalhá-los porque as formas são capazes de darem mais de si. Toda a obra é fruto das circunstâncias. É assim.

Lourdes Féria

https://ccc.com.pt/exposicoes/futuras/1255-exposicao-it-s-hot-in-here-pintura-de-leonardo-rito

Anúncios

ESAD.CR: 2018 Antigo estudante da ESAD.CR Thierry Ferreira com exposição no Forte de São Miguel Arcanjo, no Sitio da Nazaré

 

 

 

 

 

 

Descoberta do espaço como determinação ativa da escultura

Há quarenta anos era concluída na cidade basca de San Sebastian a intervenção pública de carácter escultórico, “Peines del Viento” (Pentes do Vento), do escultor basco Eduardo Chillida, que ainda hoje pode ser visitada na baía desta cidade espanhola. Trata-se de uma obra complexa pois trabalha de forma produtiva o espaço de transição entre a terra, o mar e o ar. “Pentear o vento” é certamente uma forma de configurar poeticamente o espaço que nos envolve.

O Forte de São Miguel Arcanjo, no Sitio da Nazaré, é igualmente um lugar potente para relacionar com a escultura, pois nele podemos ser tocados pela presença maciça da terra, da arquitetura do forte, do mar e do ar. Thierry Ferreira conhece bem as determinações espaciais do escultórico, sabe que nenhuma obra contemporânea vive sem a devida atenção ao espaço na sua relação com o espetador e o objeto.

As obras expostas trazem consigo diversos modos de conceber a tridimensionalidade, desde a conceção escultórica que considera as formas para serem vistas de fora, “como um certo número de superfícies que definem uma massa”, (onde a massa da escultura é a parte sólida da escultura, e o espaço, o inverso da massa), às conceções que consideram primeiro o espaço e só depois a massa. Ou melhor, ao considerar a massa sempre em função do espaço, deixa de ver o espaço como instância negativa, passiva e vazia, para o ver como profundamente ativo, positivo e cheio.

Thierry Ferreira fez um percurso ao sabor do domínio das técnicas do talhe direto da pedra, posteriormente desdobrou planos até ao espaço concreto de vivência e convivialidade. A exposição agora apresentada no Forte de São Miguel Arcanjo, no Sitio da Nazaré, pelas exigências que o lugar coloca, será um momento de reflexão plástica sobre as várias naturezas espaciais, e nessa medida, é de esperar que o artista redefina ao longo do tempo os objetos expostos, convidando todos a uma visita constante a este lugar da Nazaré.

Samuel Rama

ESAD.CR:2018 Antigo aluno da ESAD.CR Thierry Ferreira realiza exposição “DESKTOP”

Inauguração dia 27 de janeiro, no Forte de São Miguel Arcanjo, em Sitio da Nazaré, Praia do Norte.

Exposição individual de Thierry Ferreira – “DESKTOP” – Nesta exposição serão apresentadas um conjunto de maquetas, prototipo, esculturas e objectos da série “Habitar o mundo”