6ª Edição do Festival Ofélia

Foi entre os dias 5 e 8 de abril que decorreu mais uma edição do Festival Ofélia na Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha.

Este ano o Festival contou com a presença da Real Escuela Superior de Arte Dramático de Madrid, da Escola Profissional de Teatro de Cascais, da Escola Superior de Música Artes de Espetáculo, da Escola Superior de Educação de Coimbra, da Universidade de Évora, da Escola Superior d’Art Dramàtic de les Illes Balears e da Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro. Todas  as escolas presenciaram a Escola Superior de Artes e Design com encenações realizadas pelos estudantes das mesmas.

Para além da vertente de Teatro, também se realizaram Conferências e diferentes Workshops.

A 6ªEdição do Ofélia começou com a Conferência “Antigos Alunos” onde se contou com a presença de Mariana Sá Marques; Isabelle Coelho; Roger Madureira; Cláudio Teixeira e Raimundo Cosme, antigos alunos do curso de Teatro.Na segunda parte do primeiro dia, deu-se início às apresentações performativas dos alunos participantes. As peças a estrear os palcos do Ofélia foram “Desta para Outra”; “Hanger” e “Auto da Barca do Inferno”.

No segundo dia, aconteceu a Conferência “Manobras do Sublime” com a participação de Pedro Penim e José Maria Vieira Mendes do Teatro Praga. Da parte da tarde, Eugénio Roque, durante quatro horas, deliciou os 26 participantes no seu workshop “Esgrima em Cena.” As peças do dia 6 de abril intitularam-se de “As Criadas + Transtorno”; “Agámemnon- vim do supermercado e dei porrada ao meu filho”; “Reflexão sobre Édipo” e “Contra a Parede 5X por semana”.

No penúltimo dia, sem Conferências e Workshop’s o dia ofeliano começou às 19.30h com a peça “Futuro” e de seguida “Café” e “Ejucución”. A noite acabou no Centro Cultural de Congressos com a encenação “Troianes”.

O Ofélia recebeu no último dia Catarina Câmara que trouxe o workshop “Improvisação no trabalho do ator: da imaginação à pele”. Nas últimas horas do Festival foram apresentadas as encenações “Promessa de Amor”; “De Volta à Ilha dos Sonhos”; “Sentindo-se Pessoa” e “Otarata”.

Foram dias cheios de emoção, por parte da equipa da organização, mas também por parte dos participantes. As salas, em todas as peças, esgotaram a sua lotação de lugares. O público aderiu por inteiro e a felicidade de todos não podia ser mais notória. Ao fim dos quatro dias de festival, mais de 1500 pessoas tinham conhecimento do Festival Ofélia.

O legado da organização deste ano já foi transmitido para os novos alunos que vão ter nas mãos a 7ªEdição do Festival Ofélia. Ao longo dos anos o Ofélia tem ganho mais relevância e os dias e as horas para a próxima edição já se contam.

 

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s