Antigo aluno do Mestrado e Licenciatura de Artes Plásticas da ESAD.CR – Francisco Venâncio realiza exposição na galeria SALA 117, no Porto

A inauguração está marcada para dia 11 de Fevereiro (sábado) às 17h00. A exposição estará patente até dia 11 de março de 2017

xxxxxxxxxxxxx

ACCCRO desafiou a ESAD.CR para realizar a decoração de uma árvore de natal.

ACCCRO – Associação Empresarial de Caldas da Rainha e Oeste desafiou a ESAD.CR para realizar a decoração de uma árvore de natal para ser colocada na cidade das Caldas da Rainha. O desafio foi lançado a uma aluna do Curso de Mestrado de Produto – Francisca Venâncio que abraçou o projeto, A mesma encontra-se junto da estação de comboios das Caldas da Rainha.

A direção da ESAD.CR agradece o empenho, dedicação e criativa da Francisca.  

001 002 003

Aluno de Mestrado Design de Produto Miguel Ferreira vence o Concurso Pedrosa & Irmãos

No dia 18-10-2016 foi entregue  o prémio do “CONCURSO PARA CONCEÇÃO DE PEÇA DE MOBILIÁRIO URBANO DE EXTERIOR

PROMOVIDO PELA EMPRESA PEDROSA & IRMÃOS, LDA.

O júri constituído por:

  Nelson Pedrosa (diretor produção da Pedrosa & Irmãos, Lda.);

Rui Leal (investigador do LIDA/ESAD.CR);

Francisco Fernandes (investigador do LIDA/ESAD.CR);

João Santos (investigador LIDA/ESAD.CR);

Isabel Barreto Fernandes (investigadora no LIDA/ESAD.CR).

 

Foi atribuído o prémio de 1000€ ao aluno Miguel Ferreira e  uma menção honrosa à aluna Liliana Gouveia.

a b c d

 

 

Marco Balsinha antigo aluno da ESAD.CR apresenta projeto no Greenfest, desenvolvido no âmbito do Mestrado em Design de Produto.

Marco Balsinha no Greenfest com o projeto Uroboro, desenvolvido no âmbito do Mestrado em Design de Produto.

+ info: http://www.greenfest.pt/

xxxxxxxxxxxxxx

ESAD.CR 2016, Lançamento do livro “Design & Desenvolvimento: 40 anos depois”, Palestra: Prof. Gabriel Patrocínio

14435326_1082798415131006_6599296039394016602_o14425381_1082798455131002_613127739350651111_o  14500734_1082798318464349_7908047655090906010_o

Aluna do Mestrado de Artes Plástica da ESAD.CR – Patrícia Shenriq e a antiga aluna do Curso de Artes Plástica Mariana Sampaio – As únicas artistas portuguesas na exposição ARTROOMS 2017 –

ARTROOMS 2017, é a maior feira internacional gratuita de Londres, para artistas independentes.
Concorreram artistas de todo o mundo, foram pré-seleccionados 800, desses 800 são seleccionados apenas 78 artistas.
É uma exposição de 4 dias de 20 a 23 de Janeiro de 2017, que será no Hotel Meliá White House, no coração Londrino. Os artistas seleccionados são desafiados a expor o seu trabalho dentro do quarto do hotel (24m2 aproximadamente.) sem que nada do que existe no quarto saia para efeitos da exposição. Os artistas tem de encontrar uma maneira criativa de expor o seu trabalho num espaço completamente mobilado. Podem também apresentar um projecto/instalação de “site function” pensado no espaço em si.
Memória descritiva do projeto da Mariana Sampaio:
“Esta peça, é uma instalação da site function, funciona em todos os lugares, os espaços mais adequados para isso são: um anfiteatro, escadas, espaços de formato irregular ou uma sala completamente mobilada. Uma vez que os materiais utilizados são tão flexíveis, como a pele sintética, o feltro ou o plástico, que podem ser aplicados em todos os locais.Este projecto evoluí de um projecto anterior sobre objectos do quotidiano; as formas são o resultado dos objectos, pelo menos, o que restou deles, agora o que prevalece são as suas cores fortes. Ao libertar-se da sua ligação com a realidade, caminha para um campo mais abstracto entrar no reino tridimensional. O espaço “desaparece” na cor e texturas presentes no materiais usados. O espectador é convidado a entrar dentro da instalação e a explorar o espaço.O objectivo é fazer com que este se sinta absorvido pela cor, como se entrasse noutra dimensão, sentindo-se parte integrante da obra.”
Memória descritiva do projeto da Patrícia Shenriq

I’ll fix you

“Este trabalho representa a história do meu corpo, funcionando como metáfora do mesmo.

Cada peça contém folhas de feltro unidas através de linhas de algodão ou lã, com o auxilio de uma tesoura, uma luva de borracha e uma agulha. Podemos encontrar costuras bastante destacadas comparando com as cores dos feltros, o que confere um carácter pictórico a estes objetos, bem como o fazem a sua cor e colocação na parede.

A escolha do feltro deve-se à sua maleabilidade onde em cada dobra e cada viragem constituem um processo pessoal terapêutico.”

 http://www.art-rooms.org/
Projeto da Patrícia Shenriq           Projeto da Mariana Sampaio

 

Diogo Martins Antigo aluno da ESAD.CR do Curso de Artes Plásticas expõe trabalho na Ermida Nossa Senhora da Conceição/Lisboa

Ermida Nossa Senhora da Conceição

Inauguração: 30 de Agosto – 18h
Até 6 de Setembro 2016

Diogo Almeida Martins desenvolve o seu trabalho sob várias premissas, tais como a do duplo, do eu, de simulacro de realidades, do palco, da profundidade. No corpo de trabalho do artista verificamos a utilização de vários media presentes nas artes plásticas, tais como a fotografia, a escultura e a pintura. No entanto transversal a este, está presente uma ausência constante dada através das marcas deixadas pelo passado, ou de elementos que outrora ocuparam o espaço que se deixa mostrar. 

Nas suas peças a presença autoral existe através da sobreposição de duas realidades, a realidade do artista e uma realidade externa, prevalecendo apenas o que surge desta união. 

Na criação da obra final, Diogo Almeida Martins acrescenta à sua imagem uma identidade imaginária, que é no entanto uma proposta subjetiva ao observador. A interpretação das peças não é totalmente directa, uma vez que o ato de ver adiciona e constrói novas leituras.

Numa antiga Ermida, o artista propõe dar um último folgo à identidade que ao longo do tempo foi-lhe retirada. Recriando e aludindo espaços que outrora estiveram ocupados, por objectos sagrados ou por simples bancos, induzindo que na realidade tudo era como está a ser mostrado. Todo o espaço regressa ao passado, representado pelo vazio e silhuetas.
4017

Biografia 


Vive e trabalha em Portugal – Lisboa. Licenciado em Artes Plásticas, na Escola Superior de Artes e Design, nas Caldas da Rainha, onde concluiu também o Mestrado em Artes Plásticas no ano 2014. Em 1991 foi viver para a Bélgica, regressando a Portugal em 1998, onde desde então vive. Já em Portugal, o artista tem vindo a realizar várias exposições nos últimos anos, podendo ser destacadas Meia Pensão, no âmbito do Ciclo de Exposições no Hotel Madrid, Caldas da Rainha (2014), a exposição Mini Hotel, um projecto intitulado Passa a Cabine, organizado pela Fundação PT / IP Leiria, Caldas da Rainha (2013), e a Em desenho, no Museu José Malhoa, Caldas da Rainha (2012).

Info retirada em: http://www.travessadaermida.com/index.php?q=C%2FNEWSSHOW%2F4019

EXPOSIÇÃO ARTE E PERFORMANCE – 25, 26 e 27 – 18h00/23h00 – Atelier 6 – Integrado no Caldas Late Night 20

EXPOSIÇÃO ARTE E PERFORMANCE

Integrado no Caldas Late Night 20, a exposição contempla a apresentação de trabalhos realizados na disciplina de opção “Arte e Performance” do curso de Artes Plásticas, (ESAD CR).
A exposição integra performance, objectos que resultam de performance, objectos que fazem parte de performance, objectos entendidos enquanto performance, e outros indícios.
————————————————————————————–
Alexandra Rebelo | Ana Marcelino | Bárbara Silva | Carolina Costa | Catarina Inês | Celso Rosa | Criatiana Abranches | Daniela Viana | Diana de Brito | Mafalda Alves | Maria Correia | Maria Jerónimo | Maria José | Nuno Silas | Tiago Orfeu PERFORMANCES DIA 25 – 19h30 – Catarina Inês DIA 25 – 22h30 – Daniela Viana DIA 26 – 19h30 – Celso Rosa DIA 26 – 22h30 – Tiago Orfeu DIA 27 – 22h – Nuno Silas

13256499_995948390482676_5637676814028390609_n

Casa Mãe -Projecto de aluno de Mestrado de Design de Produto

Artigo no Jornal Público sobre projeto da ESAD.CR dos alunos do Mestrado de Design de Produto.

https://www.publico.pt/…/uma-casa-mae-no-centro-de-lagos-17…1 2a 2b 3a 3b 4 5 6a 6b 7 8a 8b 9a 9b 10a 10b 11 12 13a 13b

Prémio LCiP 2016 – Vencedor o aluno do Mestrado de Design de Produto da ESAD.CR – Marco Balsinha

aaaaaaaaaa aaaaaaaaaaaaaaaaO projeto Uroboro, desenvolvido por Marco Balsinha no âmbito do Mestrado em Design de Produto da ESAD.CR, em colaboração com a empresa Val do Sol, foi o vencedor dos Prémios LCiP 2016, na categoria de Desempenho ambiental, social e económico de produto(s) e/ou serviço(s).

O Uroboro é um equipamento de vermicompostagem em barro vermelho que permite o processamento de resíduos biodegradáveis vegetais dentro de casa sem perturbar o normal quotidiano das famílias e sem pôr em causa a sua segurança e conforto.

O LCiP – “Lyfe Cycle in Practice” é um projeto de 3 anos cofinanciado pelo LIFE+. Utilizando abordagens e ferramentas de ciclo de vida (incluindo avaliação do ciclo de vida, ecodesign e rotulagem e declarações ambientais de produto), o LCiP destina-se a apoiar PME em setores predefinidos, com o objetivo de melhorar a eficiência dos recursos e de reduzir as emissões e resíduos que ocorrem ao longo do ciclo de vida dos seus produtos e serviços, desde a extração e processamento de matérias-primas até à gestão de fim de vida, passando pelas fases de produção, distribuição, utilização e de todos os passos de transporte ocorrendo ao longo desse ciclo.
Os parceiros do projeto internacional LCiP – Life Cycle in Practice (www.lifelcip.eu) promoveram este ano a segunda edição dos Prémios LCiP – Abordagens de Ciclo de Vida, com o objetivo de sensibilizar e estimular o pensamento de ciclo de vida nas empresas e a melhoria do desempenho ambiental dos seus produtos e serviços. Este concurso pretende ser um veículo de divulgação nacional e internacional das empresas que se destacam no domínio da inovação sustentável.
Por ciclo de vida entende-se o conjunto de etapas consecutivas e interligadas de um produto, desde a obtenção de matérias-primas ou sua produção a partir de recursos naturais até ao destino final, passando pela fabricação, transporte e utilização.
A sessão de entrega de prémios teve lugar por ocasião do evento de lançamento do Centro de Recursos de Abordagens de Ciclo de Vida e Economia Circular, a 23 de junho de 2016.
As candidaturas foram avaliadas por um júri de peritos das áreas da gestão ambiental, da sustentabilidade e do design:
Doutor Hélder Gonçalves, Presidente do LNEG, na qualidade de Presidente do Júri
Dra. Isabel Lico, Agência Portuguesa do Ambiente
Prof. Luís Pessanha, Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha, Instituto Politécnico de Leiria
Prof. Manuel Pinheiro, Instituto Superior Técnico
Eng.ª Marisa Almeida, Centro Tecnológico da Cerâmica e Vidro
Dr. Paulo Martins, Direção Geral de Energia e Geologia
Prof.ª Teresa Franqueira, Universidade de Aveiro

A 13ª Edição do Comunicar Design

Comunicar Design XIII

“Explosão de ideias no processo criativo – do processo mais comum à experimentação incomum” é o mote da XIII edição do Comunicar Design, que decorre na Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha do Politécnico de Leiria (ESAD.CR/IPLeiria) nos próximos dias 17, 18 e 19 de maio, com especialistas das áreas do design gráfico, grafíti, tipografia, ilustração, etc. Organizado pelos finalistas e docentes do curso de Design Gráfico e Multimédia, o Comunicar Design visa complementar o percurso de aprendizagem dos estudantes, estimular a criatividade e a partilha de experiências com profissionais, permitindo a reflexão sobre o design através de conferências, exposições, workshops e masterclasses, e ainda uma feira de objetos de autor.

O evento tem início a 17 de maio, terça-feira, às 9h30, e às 10h00 inicia-se o ciclo de conferências com Carolina Cantante e Catarina Carreiras, responsáveis pelo Studio AH-HA, ateliê de design gráfico e comunicação. Segue-se, às 11h15, a conferência com Tyrsa, artista francês que se dedica à expressão da letra através do grafíti. Tyrsa é também o responsável pelo workshop que decorre às 15h30, em simultâneo com a masterclass do Studio AH-HA.

A 18 de maio decorrem conferências com Hubert Jocham, designer alemão de fontes e tipografia, e Eduardo Aires, diretor artístico da White Studio, a partir das 10h00. Às 15h00 realiza-se um workshop com Hubert Jocham, e uma masterclass/workshop com Mariana Branco e Emanuel Barreira, fundadores do Halfstudio, estúdio de lettering e design gráfico.

O último dia do evento tem início às 10h00 com as conferências de André da Loba, artista dedicado à ilustração, e Studio Dobra, estúdio de design gráfico portuense fundado por André Cruz e João Guedes. Às 15h00 decorrem dois workshops, também ministrados por André da Loba e Studio Dobra. Às 15h00 são recebidos na ESAD.CR Diogo Trindade, responsável pelo projeto FUL, João Prior, da Hi Interactive, empresa de design digital, e Alexandra Carreira, do Jornal da Caranguejeira. A festa de encerramento ocorre às 23h45.

 

 

Seminário Permanente na ESAD.CR

Hoje presentação de trabalho/ Conversa com artista “We Will Drink From The Sun” com José Mendes.

Auditório EP1

17h00

ESAD.CR 2016

MAIO&JUNHO---10-SEMANA---Confs---ESADCR_2016

Concurso ESAD.CR/Casa Mãe

Concurso ESAD.CR/Casa Mãe

A CASA MÃE

Orientado para o desenvolvimento local, socialmente responsável e dirigido para a comunidade, o projeto Casa Mãe tem como objetivo oferecer uma experiência autêntica e simples onde se possa experimentar a “tranquilidade portuguesa”. Procura oferecer um local acolhedor e inspirador onde se possa ter acesso a produtos locais, quer seja através do mercado de produtos orgânicos a artesanais, quer da experiência de ficar hospedado num dos vários espaços de que dispõe.

O CONCURSO

No âmbito de um concurso promovido pela Casa Mãe, foi pedido aos alunos que desenvolvessem propostas para dois objetos que serão utilizados no espaço do hotel Casa Mãe:

 

  1. Sistema para venda ao ar livre para o Organic Farmers Market.
  2. Assento para interior e exterior.

 

Procurou-se que o alunos interpretassem a identidade e objetivos do hotel Casa Mãe, contribuindo com os seus projetos para uma experiência de tranquilidade, autenticidade e simplicidade que equilibrasse as vivências rurais algarvias com as expectativas de conforto de um hotel contemporâneo.

 

O projeto foi acompanhado pelos professores Sérgio Gonçalves e Renato Bispo, que trabalharam com uma turma de 27 alunos do primeiro ano do Mestrado em Design de Produto, organizados em grupos de 2 a 3 elementos. Foram desenvolvidas 6 propostas de sistema de venda ao ar livre e 7 propostas de assentos para interior e exterior.

 

O desenvolvimento do projeto foi organizado em três fases:

 

1ª fase (29 de Outubro a 13 de Novembro de 2015) – Cada grupo de alunos apresentou pelo menos um conceito de projeto para cada uma das tipologias propostas, procurando interpretar o significado da noção de “tranquilidade portuguesa”, relacionando-a com o património natural e cultural do Algarve. Esta fase terminou com apresentação das propostas a um juri constituído por dois elementos do Hotel casa Mãe e os dois professores da ESAD.CR responsáveis pelo acompanhamento do projeto.

 

2ª fase (19 de Novembro de 2015 a 27 de janeiro de 2016)  Cada grupo de alunos, desenvolveu um protótipo da proposta selecionada pelo júri no final da 1ª fase, otimizando-o de forma a ser resistente, confortável e  fácil de produzir em madeira. Foi realizada uma exposição de resultados na ESAD.CR.

 

3ª fase ( Junho a Julho de 2016) Será realizada uma exposição dos projetos desenvolvidos, no espaço do hotel Casa Mãe, em que ocorrerá uma cerimónia de atribuição de prémios aos dois projetos escolhidos.

 

 

 

 

 

RESULTADOS

ASSENTOS

  1. André Paiva, Filipa Bernardes e Liliana Gouveia

Conjunto composto por um banco baixo, um banco alto e uma cadeira de braços. Foi desenvolvido a partir dos conceito da tranquilidade portuguesa e da experiência de uma vida rural, procurando enfatizar a ideia de artesanato e manualidade ao recorrer a um desenho caracterizado por um certo desequilíbrio e assimetria da forma e à aplicação manual de pintura como acabamento.

 

  1. Hugo Martins, Miguel Ferreira  e Eduardo Vanzeler

Reixa é um banco coletivo que procura associar uma linguagem contemporânea a formas tradicionais, evocando o desenho das reixas algarvias. Uma malha em corda assenta numa estrutura leve de madeira, promove a interação coletiva com base no comportamento elástico que o assento apresenta.

 

  1. Ana Soares e Beatriz Machado

Conjunto de duas cadeiras de baloiço com estrutura dobrável, que facilita a arrumação e transporte. Os dois modelos propostos procuram responder a diferentes posturas dos visitantes do hotel. Os dois modelos propostos, permitem uma postura mais relaxada ou a relação com uma mesa,  procurando responder às necessidades de diferentes espaços do hotel.

 

  1. Joana Costa e Liliana Santos

Banco inspirado na típica cadeira algarvia de Monchique. De pequenas dimensões, permite inúmeras formas de sentar. A “mesa” de apoio torna-se ideal como suporte para copos, computadores portáteis ou um caderno de apontamentos.

 

  1. Milena Galazka, Érico Castro e Marco Ferreira

A  cadeira vai buscar inspiração a aspetos arquitetónicos tipicamente algarvios, como a chaminé. A opção por uma construção simples e alguns detalhes de forma remete para os bancos tradicionais antigos usados em Portugal. A cor branca, aplicada manualmente à trincha, contribui também para uma boa integração do objeto num ambiente rural algarvio.

 

 

  1. Tomás Gonçalves e Nuno Flórido

Uma cadeira de geometria simples, onde o estofo estabelece uma referência visual e sensorial com os  sacos de serapilheira habitualmente usados para transportar e armazenar sementes. Ao ser cheio com e diferentes tipos de semente, a utilização do estofo na cadeira vai invocar memórias do passado, quando era habitual usar estes sacos para sentar.

 

  1. Frederico Ferreira e Raquel Crespo

Bancos de três pernas inspirados nas tradicionais “cadelas” alentejanas construídas a partir de bifurcações de troncos de azinheira. Este projeto procura proporcionar uma experiência de sentar mais baixa, próxima das cadelas originais, facilitando contudo o seu processo produtivo, transporte e comercialização. Os assentos são construídos a partir de secções comuns de troncos de azinho, que ao serem combinadas de diferentes formas originam que cada assento seja único. Os pés amovíveis permitem que o banco seja compactado numa embalagem plana.

 

SISTEMAS DE VENDA

  1. Inês Miravent e Patrícia Barbosa

Lembra as caixas de madeira que se costumavam encontrar nas mercearias e mercados portugueses e a forma como estas eram usadas para mostrar e transportar fruta e vegetais.

Para além de banca, funciona como baú que permite transportar e armazenar facilmente produtos no seu interior. As superfícies laterais podem ser abertas e ajustadas em diferentes ângulos para acomodar as necessidades dos vendedores e possibilitar um espaço amplo de exposição. Os vendedores podem assim destacar-se uns dos outros através da composição escolhida para a abertura das superfícies e/ou pela adição de outros módulos ao conjunto.

O auxílio das rodas permite-lhe realizar pequenos percursos sem dificuldade.

 

  1. Maria Coutinho, Déborah Fontela e João Correia

Banca de venda móvel projetada a pensar na organização, armazenamento e exposição de produtos através de um sistema de gavetas, que possibilitam ao vendedor facilmente dispor os produtos de forma diferenciada. O contacto entre o vendedor e o cliente é incentivado pela incorporação de um espaço para a preparação e degustação dos alimentos vendidos na banca.

 

  1. Joana Costa e Liliana Santos

A banca, constituída por módulos independentes, facilita o transporte e a montagem. A duplicação da área de venda é conseguida pela simples adição de um suporte vertical e de uma plataforma horizontal, facilitando a ampliação do espaço de venda. É ainda possível expor produtos em caixas, que são suportadas por duas traves estruturais colocadas sob as bancadas, aumentando o aproveitamento do espaço disponível.

 

 

 

  1. André Calvão, Cátia Correia e Rafael Sabino

Procurou-se no desenvolvimento desta banca de venda oferecer aos utilizadores uma grande versatilidade expositiva. A superfície de venda é regulável em altura e inclinação, proporcionando uma fácil adaptação às necessidades específicas de cada vendedor.

Para além disso, dispõe de um toldo grande e regulável que proporciona uma área de sombra constante, uma vez que à medida que o sol se movimenta também o toldo pode ser ajustado, salvaguardando os alimentos ou outros objetos em exposição.

Embora apresentando uma dimensão  considerável quando montada, o conjunto das peças desmontadas resume-se a um volume compacto e facilmente transportável.

 

  1. João Sousa

O tabuleiro recria formalmente as antigas padiolas de transporte, adaptando o seu dimensionamento para o transporte e exposição de produtos para  venda no mercado. A montagem é muito facilitada, na medida em que estes tabuleiros simplesmente se pousam sobre dois cavaletes, agilizando o processo de ocupação e libertação do espaço de venda.

 

  1. Milena Galazka, Érico Castro e Marco Ferreira

Banca de venda móvel com zona de arrumação interior que se converte em espaço de exposição de produtos. Na sua construção vai buscar inspiração a elementos arquitetónicos algarvios, como a chaminé ou a cor branca, aplicada manualmente à trincha.

 

 

MAIS INFORMAÇÕES:

www.casa-mae.com

https://www.publico.pt/sociedade/noticia/uma-casa-mae-no-centro-de-lagos-1725847

Seminário Permanente na ESAD.CR

Seminário permanente de investigação spbre criação e pensamento contemporâneo:

Laboratório D’Estórias com Rute Rosa e Sérgio Vieira.

ESAD.CR 2016

 

Aula Aberta de Indústrias Criativas -“Entre Amadores e profissionais: novos desafios das culturas DIY “

Aula Aberta de Indústrias Criativas -“Entre Amadores e profissionais: novos desafios das culturas DIY ”

Mestrado em Gestão Cultural

Museu Malhoa

21 de Abril | 16h
Entre Amadores e profissionais: novos desafios das culturas DIY.
Prof. Fernando Poeiras e Prof. Luísa Arroz Albuquerque
Orador Convidado: Dra. Paula Guerra, Socióloga da Faculdade de Letras da Universidade do Porto

Luísa Arroz Albuquerque
Professora Adjunta
Coordenadora do Mestrado em Gestão Cultural

Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha Instituto Politécnico de Leiria

Link do Blogue: https://gestaoculturalesad.wordpress.com/

6ª Edição do EVA – Festival de Vídeo e Artes Digitais – 2016

É nos dias 1 e 2 de junho que irá decorrer a 6ªEdição do Festival EVA, na Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha.

O Festival EVA tem como objetivo ser um espaço de experimentação e de contacto com a área dos Vídeos e das Artes Digitais. A ESAD.CR apresenta essas vertentes em vários cursos que oferece, mas este Festival incide mais na área do Design Gráfico e do Design Multimédia, pois estes têm desenvolvido um trabalho muito sólido nesta área. Observa-se então trabalhos de Video-Mapping, Video Art, Motion Graphics, Instalações Multimédia e Performances.

O ponto mais forte e chamativo nas edições do Festival EVA é o Video-Mapping, pois está a tornar-se numa modalidade cada vez mais conhecida. O Video-Mapping é uma técnica de projeção usada para transformar qualquer superfície, até a mais irregular, numa tela de vídeo dinâmica. Pode ser em fachadas de edifícios ou em qualquer distorção, onde se criam várias perspetivas apenas com os movimentos das imagens.

Outro grande ponto interessante no EVA, é o facto de dar aos alunos da escola, a oportunidade de mostrar os seus trabalhos em diversas exposições que estarão expostas durante todo o Festival. É uma forma de se promoverem, espalhando a sua criatividade quer a nível escolar e profissional, uma vez que nomes de profissionais com relevância nesta área estaram presentes no Festival EVA.

O EVA teve a sua primeira edição no ano de 2011 e a beleza das artes digitais encantou a comunidade. O Festival tem vindo a evoluir bastante, nos primeiros quatro anos o evento durava somente um dia, mas no ano de 2015 os organizadores (finalistas dos cursos de Design Gráfico e Design Multimédia e docentes da ESAD.CR) sentiram a necessidade de mostrar os seus projectos e alargar para dois dias de evento.

Nestas últimas edições têm surgido diversos convidados, com marcos e características importantes na área que aborda o Festival EVA e a comunidade da ESAD.CR.

Como a contagem decrescente já começou, os interessados a mostrar os seus trabalhos têm até ao dia 25 de maio para os enviar. Podem fazê-lo pelo email evavideofestival@gmail.com. Alguma dúvida e pode enviar mensagem privada para a página do Facebook ou para o email referido.

O Eva espera por ti, não percas esta oportunidade!

Aventura-te nesta nesta viagem cósmica!

Para mais informações acompanhem o desenvolvimento do Festival através das seguintes redes sociais:
http://evafestival.tumblr.com/
https://www.instagram.com/festival_eva/

 

 

unnamed

Seminário Permanente na ESAD.CR

Amanhã Seminário Permanente na ESAD.CR

Conferência . PARA CRIADORES QUE LÊEM MUNDO. EDIÇÃO, LEITURA E COMUNICAÇÃO

Mafalda Milhões

Auditório Ep1

17h00

amanhãaa

Inscrições Workshop Descontinuidade – Design para Sustentabilidade Voltado ao setor de Embalagens de Alimentos em Autosserviço

Inscrições abertas para o Workshop Descontinuidade – Design para Sustentabilidade Voltado ao setor de Embalagens de Alimentos em Autosserviço.

Dulce Albach

4/05/16

ESAD.CR

13006726_975627762514739_3506936080841950138_n

 

Inscrições Workshop Desenho como Experiência do Lugar

Inscrições abertas para o Workshop Desenho como Experiência do Lugar – Autoetnografia em Livros de Artista com Filipa Pontes

27, 28 e 29 de abril

ESAD.CR

hojeee

 

Oficina de Serigrafia – ESAD.CR

Video institucional realizado no âmbito da disciplina de Captação de Som para Imagem de 1º ano.

Som e Imagem 14/15

ESAD.CR

Seminário Permanente na ESAD.CR

HOJE: Seminário Permanente na ESAD.CR.

Apresentação de trabalho/Conversa com designers . URBANGROW – SISTEMAS VIVOS- João Henrique.

Auditório Ep1 – 17h00

13015157_972052269538955_5301603867248843941_n

Exposição de Escultura, Fotografia e Desenho de António Delgado + Amaia Lekerikabeaskoa & Isusko Vivas

Portugal – País Basco: 836 Km de Meditações à Volta da Arte

De 7 de maio a 25 de junho 2016

Paisagens do imaginário que são vividas e construídas ao serem percorridas (com suas relações espácio-temporais não virtuais e não distorcidas por meios tecnológicos de compressão do tempo e dilatação do espaço).

Espaço-tempo que também funciona com a sua verdadeira magnitude na corporização da própria escultura, como que peças articuladas para montar o “corpo da arte” na sua tangível área, superfície e dimensões de cota, distância e profundidade, que marcam outros hiatos específicos no diálogo com as caraterísticas arquitetónicas ou paisagísticas dos lugares fotografados.

Diálogos por vezes cosidos mediante vazios plenos e ou paisagens loquazes que, além do design e do projeto, põem em relação as ideias com as coisas.

Apelamos a “revisitações” intrínsecas das quais podemos extrair aquelas “ materializações intangíveis” do que designamos “es-cultura”.

A proposta parte assim de um compromisso onde pretendemos que o escultórico, o fotográfico e o desenho se revelem e a paisagem aconteça.

1b04f944-2f95-44ae-ba9a-5462889a8844Inauguração: 7 de maio, 17h00

Paços – Galeria Municipal de Torres Vedras

2ª a Sáb.: 09h30 às 19h00

Praça do Município

2560 Torres Vedras

+ info: http://www.cm-tvedras.pt/agenda/detalhes/61040/

Ciclo de Cinema na ESAD.CR

Não perca todas as segundas-feiras, no Auditório EP1 da ESAD.CR, o ciclo de cinema.

“D’Est”; “Paris is burning” e “E agora? Lembra-me” são os nomes das próximas exibições, que têm início marcado para as 18h.

139976e6-2602-4f96-8c0b-3d9f0c8d09b5

Concurso-prémio nacional Arte Jovem 2016

A Bolsa de Emprego vem por este meio divulgar um concurso-prémio nacional dirigido a alunos dos cursos de artes visuais (licenciaturas e mestrados) finalistas em 2016 e, também, a alunos que tenham terminado os cursos em 2015 ou 2014.

O concurso tem como objetivos:
– Dar a conhecer as mais recentes propostas dos artistas que acabam de entrar no mundo arte, dando assim uma visão mais alargada da produção artística nacional;
– Criar a oportunidade de realizar a primeira exposição de apresentação de trabalho, com acompanhamento curatorial, vendas e catálogo; – Propor uma dinâmica mais competitiva entre as escolas;
– Cativar o mercado da arte, criando novas possibilidades de aquisição por colecionadores;
– Criar novos meios de divulgação e financiamento das atividades do CDAP, revertendo parte das vendas a favor da referida associação cultural.

As candidaturas deverão ser enviadas para o e-mail info@carpe.pt até às 23h59 do dia 20 Maio de 2016.

http://www.carpe.pt/pt-pt/content/arte-jovem-2016

PostFacebookArteJovem1_CarpeDiem_Mar16

Aluno da ESAD.CR Frederico Ferreira realiza exposição de trabalhos no Festival Internacional de Folclore Culturas e Artes em Almeirim

A exposição inaugura no dia 16 de Abril pelas 18h00, na Biblioteca Municipal de Almeirim.

Está inserida no Festival Internacional de Folclore Culturas e Artes, o qual conta com a presença de países tais como a Ucrânia, Lituânia, Polónia, Colômbia, Turquia, Paraguai, Moldávia e Egipto.

12976753_971433892934126_750499338081351091_o

 

Alunos da ESAD.CR participaram no Encontro Nacional de Estudantes de Design em Coimbra/ ENED 16

O ENED  é um encontro que recebe, desde a primeira edição centenas de estudantes, entusiastas e profissionais de referência das diferentes disciplinas da área do Design.

 

Surgiu em 2012, em Coimbra, tomando lugar nos anos seguintes nas cidades do Porto, Castelo Branco e Aveiro.

Com mais de 1000 participantes desde a sua primeira edição, o ENED é já um evento a não perder para muitos dos estudantes das mais de 40 instituições de ensino e mais de 50 cursos de Design em Portugal.

Mais um ano em que a ESAD.CR marca presença numa edição em Coimbra.

Antigos alunos e alunos da ESAD.CR distinguidos com prémio atribuído pelo concurso Arte Jovem VIII

Antigos alunos e alunos da ESAD.CR distinguidos com prémio atribuído pelo concurso Arte Jovem VIII

A edição do Prémio Arte Jovem VIII atribuiu o Grande Prémio a Andreia Santana com a obra “Estudo para Ferramentas de Triagem”, constituída por 6 desenhos de areia vulcânica sobre papel, datada de 2015.

Decidiu também atribuir 2 menções honrosas a João Gabriel Pereira (aluno) e Rafael Faria (antigo aluno), pelo conjunto das obras apresentadas.

A exposição estará patente até dia 9 de Abril, na Galeria Paços em Torres Vedras.

 

 

Antiga aluna vence na categoria de Produto do Concurso Nacional Jovens Criadores 2014

Na sequência do Concurso dos Jovens Criadores 2014 a aluna do Mestrado de Produto da ESAD.CR Soraia Gomes Teixeira, vencedora da categoria de produto com o produto “Xia”, foi uma das representantes portuguesas na VII Bienal das CPLP, que decorreu em Moçambique e Matola em Julho de 2015.

+Info
https://www.facebook.com/pages/VII-Bienal-De-Jovens-Criadores-Da-CPLP-Mo%C3%A7ambique-2015/750320705065522?fref=ts

Antiga aluna vence na categoria de Artes Plásticas do Concurso Nacional Jovens Criadores 2014

Antiga aluna de Mestrado de Artes Plásticas da ESAD.CR Andreia Santana , na sequência do Concurso Nacional Jovens Criadores 2014, vencedora da categoria de Artes Plásticas, foi a representante portuguesa da mesma categoria na VII Bienal das CPLP, que decorreu em Maputo e Mátola, Moçambique em Julho de 2015 com a peça areias movediças.
+Info
https://www.facebook.com/pages/VII-Bienal-De-Jovens-Criadores-Da-CPLP-Mo%C3%A7ambique-2015/750320705065522?fref=ts

Exposição de Livros de Artistas, Sessões de Animação e Curtas

Exposição de Livros de Artistas, Sessões de Animação e Curtas de alunos e antigos alunos da ESAD.CR decorreu entre dia 1 de outubro e 1 de novembro, no Centro de Arte das Caldas da Rainha

O Cinema de Animação entrou na ESAD.CR e consolidou-se rapidamente.
Foi a primeira escola superior a ter um curso com animação. Primeiro no curso de Artes Plásticas agora também no curso de Som e Imagem. Ao longo destes anos mantivemos uma abordagem experimentalista e dramatúrgica explorando as técnicas analógicas e digitais de forma irreverente e inovadora.
Criamos constantes diálogos entre artes e propomos convergências artísticas entre alunos de diferentes áreas. As sinergias com as tecnologias interactivas e generativas também não são esquecidas em diálogos que ultrapassam, muitas vezes, o espaço da tela de cinema para interagirem com: corpos, esculturas, tules, abóbadas, calotes…
As estratégias pedagógicas desta disciplina utilizam anualmente formas e exercícios que ultrapassam o convencional das escolas de animação, entrando num universo específico, característico da dinâmica de ensino da ESAD.CR.
Fruto dessa “diferença” temos sido convidados a colaborar com inúmeras instituições de prestigio internacional na realização de obras conjuntas, como a Orquestra da Fundação Gulbenkian, O Museu de Etnologia, a Comissão Europeia de Luta contra a Sida, O Planetário de Espinho, O Museu do Oriente, a Usina de las Artes em Buenos Aires, a Galeria DADA em Viena de Áustria, entre outras.
Dos muitos trabalhos realizados escolhemos filmes e exercícios que permitem um olhar abrangente de temáticas, estéticas, ritmos e estratégias pedagógicas que marcam a presença da arte de compor movimentos ilusórios (animação) na ESAD.CR, arte que trouxe à escola inúmeros prémios nacionais e internacionais
e um reconhecimento mundial das metodologias e estratégias pedagógicas utilizadas.
Fernando Galrito | Professor de Cinema de Animação da ESAD.CR.
Sr. Raposo | Andreia Pascoa, João Cabaço, Daniel Silva
Liberdade | Rui Rangel
Geometrias – Exercício | António Araújo
100 | Traub Viktoria – Hungria
Mapping All Pacino | Bruno Guerreiro, Romeu Cristovão, Victor Santana
Areia animada – Exercício | Colectivo
Corte na Costura | Ana Nobre
Pé Encarnado | Marisa Cardoso
Os três porquinhos – Exercício | Dion Ramos
Amor Perseverante | Nuno Vicente
Nheque | Sara Flôr
O Corvo e a Raposa – ExercÍcio | Raquel Capitão
Sr. Nuit | Maria João Clemente
Gala’messa | Carlos Filipe
Graínha | Duarte Dias e Catarina Almeida
Depressure | Davide Mourato
Smolik | Cristiano Mourato
O Corvo e a Raposa – Exercício | Joana Vidal
Mariazinha | André Paulo, André Pereira, Andreia Castro, Diogo Santos
Capuchinho Vermelho – Exercício | Claudia Batista
Perdi-te | Ana Santos
Tinta animada – Exercício | Colectivo
Vlatava | Magdalena Maglicic, Aude Fauconnier

Exposição “OBRA GRÁFICA”

Entre 15 julho e 15 de setembro decorreu no Espaço Concas do Centro de Artes a Exposição Coletiva dos alunos do 3º ano do curso de Artes Plásticas da ESAD.CR, no âmbito da Unidade Curricular de “Projeto em Gravura”.

11698980_835345473209636_3962880708733787700_o

 

 

ESAD.CR integra exposição na Bienal de Cerveira

A Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha, do Instituto Politécnico de Leiria (ESAD.CR/IPLeiria), integrou uma das diversas exposições da XVIII Bienal de Cerveira, que inaugurou a 18 de julho, sob o mote “Olhar o passado para construir o futuro”. A exposição integrou trabalhos de 14 estudantes finalistas da licenciatura e do mestrado em Artes Plásticas da ESAD.CR.

A seleção de trabalhos que esteve presente na Bienal de Cerveira consistiu num conjunto muito diverso de obras realizadas em vários meios – vídeo, desenho, pintura, instalação – e pretendeu demonstrar a variedade de abordagens praticadas nos cursos de Artes Plásticas, na ESAD.CR, que correspondem a trajetos autorais singulares, e fora de qualquer constrangimento ou convenção específica a cada meio. Cada uma destas obras e universos tenta cumprir com o desafio cada vez mais exigente de colocar imagens que criem sentidos e experiências visuais interpeladoras, num mundo excessivamente carregado de imagens e saturado de informação.

Samuel Rama, docente e subdiretor da ESAD.CR, integra a Assembleia do Concelho Científico da Fundação Bienal de Cerveira, em representação da direção da Escola,  tendo feito ainda parte da mesa redonda sobre “o ensino tradicional versus o ensino contemporâneo das artes”, que teve lugar no dia 19 de julho.

A exposição da ESAD.CR na Bienal de Cerveira integra 14 estudantes finalistas da Licenciatura e do Mestrado em Artes Plásticas: Carolina Parrinha, Filipa Rei, Horácio Borralho, Inês Leal, Lucas Moreira, Miguel Ângelo Marques, Miguel Dixo, Mónica Coelho, Rui Carreira, Sérgio Martins, Susana Quevedo, Telmo Silva, Tomás João e Victor Freitas.

Esta foi a terceira vez que o curso em Artes Plásticas foi convidado a representar-se na Bienal de Cerveira, sendo esta a primeira vez que o fez com uma tão extensa exposição.

A 18.ª edição da Bienal de Cerveira decorreu entre 18 de julho e 19 de setembro, e pretendeu ser um local de encontro, debate e investigação da Arte Contemporânea.

EXPOSIÇÃO FLASHBACK NO CARPE DIEM – ARTE & PESQUISA- 6 FEVEREIRO, 15H- Comemorações dos 25 Anos da ESAD.CR

A exposição FLASHBACK está integrada nas comemorações dos 25 Anos da ESAD.cr e mostra trabalhos criados no âmbito das várias unidades curriculares de fotografia do curso em Artes Plásticas. Pretende-se tornar visível a diversidade de abordagens e práticas permitidas pelo médium fotográfico e ao mesmo tempo sublinhar a transversalidade da fotografia na prática artística contemporânea e o entendimento da mesma pelos professores deste curso. Todas as fotografias nesta exposição integram séries e corpos de trabalho desenvolvidos ao longo de um ou mais semestres e resultam de uma investigação individual sustentada e debatida entre os alunos, professores e colegas de turma.

Pedro Letria
Emanuel Brás

 

CONVITEWEB_FINAL

Comunicar Design 12′

Entre 19 e 21 de maio decorreu a 12ª edição do “Comunicar Design”. Este evento tem como objetivo estimular a criatividade e a partilha de experiencias entre alunos, profissionais da área e docentes. Esta edição do Comunicar foi organizada pelos alunos do Curso de Design Gráfico e Multimédia e contou com conferências, master classes, workshops, exposições e um mercado de objetos de autor.

Museu José Malhoa nas Caldas da Rainha- Exposição Flashback, fotografia na ESAD.CR

Esta exposição está integrada nas comemorações dos 25 anos da ESAD.CR e apresenta trabalhos criados no âmbito de várias unidades curriculares de fotografia do curso de artes plásticas. Estes trabalhos foram resultado de um ou mais semestres de investigação individual sustentada e debatida entre alunos, professores e colegas de turma.

 

10308182_808679985876185_5798572155338064644_n11263152_808679992542851_1177720579060556045_n

Exposição “Sentar baixinho” – apresentação de trabalhos desenvolvidos no Mestrado em Design de Produto.

Os alunos do Mestrado em Design de Produto da ESAD.CR foram desafiados, no âmbito da unidade curricular de Atelier de Design I, a pensar objetos para cenários contemporâneos onde fosse pertinente uma posição sentada mais próxima do chão, condicionados por um contexto tecnológico e produtivo rudimentar, marcado pela escassez e pela frugalidade. Era ainda condição que, quer pela sua linguagem, quer pelo seu custo final, os objetos pudessem ser comercializados em feiras e mercados. Os resultados do trabalho deram origem à exposição “sentar baixinho”, que se realizou no espaço dos silos da Ceres, em Caldas da Rainha, entre os dias 20 e 23 de Março.

 

O trabalho foi proposto e orientado pelo Prof. Sérgio Gonçalves. Participaram os alunos Ana Rosa, Ana Vala, Davide Mateus, Diogo Carvalho, Francisca Venâncio, Francisco Gomes, Helena Fernandes, João Aboim, João Pereira, João Margarido, João Timóteo, Laila Ferreira, Lino Rodrigues, Lorenzo Scodeller, Mafalda Jacinto, Marisa Xavier, Marisa Rosário, Mirko Pierini, Nádia Santos, Paolo Martini, Paulo Santos, Rui Caetano, Rui Basílio, Sandro Barbosa.

 sentar baixinho_v3 (12) SONY DSC

Estudante da ESAD.CR distinguida na Taiwan International Student Design Competition.

Eneida Tavares - Cópia

Eneida Tavares, estudante do 2º ano do Mestrado de Design de Produto foi distinguida na Taiwan International Student Design Competition 2013 (TISDC). O trabalho da estudante, desenvolvido sob a orientação do professor da ESAD.CR, Sérgio Gonçalves, foi escolhido entre 802 trabalhos para a seleção final, na categoria de Product Design, pela Taiwan International Student Design Competition 2013.

_MG_4095Other phones” foi o projeto apresentado na edição de 2013 do TISDC, na categoria “Sights and Sounds”. O objecto incentivava os participantes a sentir e explorar o mundo de forma sensorial, originando uma relação mais intensa com as características subtis do ambiente físico e emocional que nos envolve.

 

 Aluna de Mestrado de Artes Plásticas Mariana Sampaio selecionada para o Concurso Jovem Criação Europeia e para a exposição “Portas Abertas” da Fundação Eugénio de Almeida

A aluna de Mestrado em Artes Plásticas Mariana Sampaio foi este ano selecionada para o Concurso Jovem Criação Europeia e para a Exposição Portas Abertas Fundação Eugénio de Almeida.

Shasow's Mingle

O concurso “Jovem Criação Europeia” leva, durante dois anos, seis jovens portugueses a mostrarem as suas obras em dez países da Europa. Sendo um concurso bienal de arte contemporânea, a sua finalidade é descobrir novos talentos e promover o diálogo europeu através da cultura. A inauguração da exposição vai realizar-se em França, a 16 de Outubro e continuará pela Europa, até Agosto de 2015. Passará pela Lituânia, Hungria, Itália, Alemanha, Holanda, Espanha e, por fim, Portugal, no museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso, na cidade de Amarante.

 

“Portas Abertas” resulta de um convite a criadores de todo o mundo para apresentarem uma obra que traduzisse a sua visão sobre a dicotomia entre o contexto histórico específico que envolve o espaço onde é apresentado e o mundo atual, como sinal de que a arte pode abrir portas ao diálogo, base para a construção de uma sociedade mais justa, tolerante e inclusiva.

 Estudante do Curso de Mestrado de Artes Plásticas distinguido na Palestina e Argentina

CUBIC#41026001# é o nome da uma imponente escultura de Thierry Ferreira, estudante do 1º ano do mestrado em Artes Plásticas, patente no espaço público da cidade de Rawabi, na Palestina. O estudante construiu uma estrutura metálica com quatro metros de altura, quatro metros de largura e seis metros de profundidade, inspirada no exemplo de cosmopolitismo e modernidade de Rawabi, a primeira cidade palestiniana construída totalmente de raiz.

 Thierry - cubic

“Semillas Cubicas” é o trabalho do aluno que conquistou o primeiro prémio na Bienal de Escultura del Chaco 2014, na Argentina. A escultura, em aço inoxidável, recebeu o prémio “Banco da Nação Argentina” pelas mãos do governador Juan Carlos Ivanoff. A sua obra esteve exposta no espaço público na cidade, que já conta com um espólio de 600 esculturas num verdadeiro “museu ao ar livre”.

Docente da ESAD.CR João Bonifácio Serra recebe medalha de ouro da Câmara Municipal de Guimarães.

A Câmara Municipal de Guimarães atribuiu ao professor da ESAD.CR João Bonifácio Serra a medalha de ouro da cidade pelo trabalho de coordenador da Guimarães – Capital Europeia da Cultura em 2012. A coordenação de global do projecto, que envolveu centenas de eventos e de participantes, fez com que esta capital da cultura viesse a ser considerada uma das mais bem-sucedidas de sempre, com uma marca duradoura na da regeneração e dinamização da cidade, tanto ao nível dos equipamentos que foram construídos, como do entrelaçamento entre o património cultural e a criação contemporânea.

Joao_Bonifacio_Serra

 Estudante da ESAD.CR distinguida na Taiwan International Student Design Competition.

Eneida Tavares - Cópia

Estudante da ESAD.CR distinguida na Taiwan International Student Design Competition. Eneida Tavares, estudante do 2º ano do Mestrado de Design de Produto foi distinguida na Taiwan International Student Design Competition 2013 (TISDC). O trabalho da estudante, desenvolvido sob a orientação do professor da ESAD.CR, Sérgio Gonçalves, foi escolhido entre 802 trabalhos para a seleção final, na categoria de Product Design, pela Taiwan International Student Design Competition 2013. “Other phones” foi o projeto apresentado na edição de 2013 do TISDC, na categoria “Sights and Sounds”. O objecto incentivava os participantes a sentir e explorar o mundo de forma sensorial, originando uma relação mais intensa com as características subtis do ambiente físico e emocional que nos envolve.

_MG_4095Untitled-1

 

Trabalhos de alunos do Mestrado em Design de produto da ESAD.CR, destacados por alguns mais importantes sites internacionais de design.

O trabalho dos alunos João Timóteo e Helena Fernandes, desenvolvido no âmbito da unidade curricular de Atelier de Design 1, foi publicado em vários dos mais importantes sites de design a nível internacional. Passo a passo e de forma disseminada, o mestrado tem construído uma discreta notoriedade no universo das formações em design, consolidando imagem de uma formação marcada pelo ambiente de livre experimentação e pela atenção dada às questões sociais e emocionais que envolvem a nossa relação com os objectos e com o meio natural. Muitos dos ex-alunos de design dos cursos da ESAD.CR, tem feito percursos de destaque com trabalhos para marcas como a AREA ou a LEGO (a actual directora criativa da Lego é uma ex-aluna da ESAD.CR). Onde estarão estes estudantes daqui a 10 anos? – veja os links e adivinhe.

http://www.domusweb.it/it/notizie/2014/06/27/mocho_stool.html

http://www.designboom.com/design/timoteo-fernandes-bench-adjustable-portuguese-06-26-2014/

http://www.catalogodiseno.com/2014/07/03/taburete-mocho-por-joao-timoteo-helena-fernandes-reinterpretacion-de-un-clasico/#.U7YKLRIFm-A.facebook

http://www.artnau.com/2014/06/mocho-joao-timoteo/

http://www.iconeye.com/design/news/item/10765-mocho-by-joao-timoteo-and-helena-fernandes

boa1 boa3 Captura de ecra¦â 2014-09-8, a¦Çs 09.42.41

Comunicar Design XI – O que é, afinal de contas, comunicar design?

O Comunicar Design, evento incontornável do curso de design gráfico e multimédia da ESAD.CR, pretendeu este ano despir-se de tendências e correntes estilísticas  – que nunca são consensuais – para abraçar o que é comum a todos: o ponto zero, a folha em branco, o início do processo, o brainstorming, o debate sobre tudo e nada. A expressão utilizada frequentemente de que tudo é gráfico é um modo de dizer, que usamos muitas vezes, para significar que não é preciso estar preso a convenções ou à autoridade da tradição. O design gráfico pode apropriar-se de tudo se lhe souber dar força significante.

eventos na esadcr eventos na esadcr eventos na esadcr

Este ano, estivemos com André Carrilho, um dos mais conceituados ilustradores portugueses, os Lamm & Kirch vindos de Leipzig (Alemanha) com o seu gosto pela mistura do velho e do novo, do óbvio e do oculto. Hugo Fernandes e João Sousa Pinto da Ocyan com a sua experiência na resposta a exigentes desafios da impressão offset e digital. De Barcelona, Toni Sellés, fundador dos Vasava, com a ideia de que não são uma “agência” nem um “estúdio” mas sim, antes de mais e sobretudo, uma cozinha. Da BAR, vieram o jovem promissor João Almeida e Manuel Peres, um dos mais emblemáticos criativos portugueses, marcaram presença para nos falar da agência e da sua carreira. Ambas as Duas, com a sua apresentação cheia de sentido de humor, com estratégias de investigação e projetos específicos para cada um dos seus projectos e o Royal Studio com a sua exploração desconcertante do reino da comunicação.

eventos na esadcr eventos na esadcr eventos na esadcr eventos na esadcr
Este evento foi uma organização conjunta dos docentes António Costa, Miguel Macedo e Paulo Silva, com os alunos finalistas de Design Gráfico e Multimédia, que resultou em 3 dias intensos de conferências, 5 exposições temáticas, workshops e masterclasses muito concorridos com os convidados, uma feira de publicações e de objetos de autor. E ainda uma deliciosas refeições no snack-bar do evento.

 

eventos na esadcr eventos na esadcr eventos na esadcr

facebook.com/comunicardesign

comunicardesign.tumblr.com

http://vimeo.com/95002587

 

eventos na esadcr eventos na esadcr eventos na esadcr eventos na esadcr